papel de parede quarto de menina

Ideias para quarto de bebê: como garantir um ambiente seguro

Organizar o quartinho do bebê é sem dúvida uma das atividades mais gostosas da gravidez. As mamães passam todos os 9 meses pensando em cada detalhe daquele cômodo que vai abrigar seu pequeno tesouro. A decoração é importante, mas esse planejamento deve priorizar também a segurança da criança. Separamos 7 ideias para quarto de bebê que vão ajudar você a fazer as melhores escolhas. Confira!

1. Como escolher o berço

O clássico moisés ou mini-berço, um famoso hack da maternidade, pode ser confortável inicialmente. Mas o elemento básico para o descanso da criança é o berço, que pode ser de madeira ou metálico. Abaixo, algumas condições indispensáveis para a escolha desse móvel:

  • Grades móveis com travamento seguro. Elas deverão ter um dispositivo de bloqueio com dupla ação, ou um mecanismo que necessite de pelo menos 5kg de força para acioná-lo.
  • Grades com comprimento aproximado entre 1 e 1,20m;
  • O espaçamento entre as grades não deve exceder 6cm;
  • O estrado deve ser resistente. Observe e faça testes de resistência;
  • O colchão mais adequado é o de espuma e com capa lavável, e a espessura não deve exceder 10cm;
  • A altura entre o estrado e a borda superior da grade não pode ser inferior a 60cm;
  • O espaçamento entre o estrado e as laterais e entre o estrado e a cabeceira não deve ser superior a 2,5 cm;
  • Evitar formas ou adornos perigosos, tais como puxadores, braçadeiras, saliências e elementos que a criança possa se enroscar;
  • Evitar arestas e cantos pontiagudos;
  • Evitar pregos ou grampos que possam se soltar e serem engolidos pela criança;
  • Pintar somente com tinta atóxica;
  • Berços podem ter quatro rodinhas, sendo que duas com freio;
  • O colchão deve ter tamanho suficiente para ajustar-se perfeitamente ao estrado, evitando espaçamentos superiores a 1,2 cm entre os lados.

2. A escolha do cômodo

O quarto deve ser o melhor cômodo da casa, bem localizado (com a cabeceira direcionada para sul), silencioso, bem ventilado, com janela, paredes pintadas ou com papel de parede em cores suaves (verde claro, azul, rosa etc.). O chão deve ser preferencialmente lavável e com tamanho de pelo menos 20m², sem desníveis ou degraus.

3. Babá eletrônica

Inicialmente, o bebê até pode dormir com a mamãe, mas deve começar a se acostumar com seu quarto o quanto antes. O cômodo deve ficar perto do quarto dos pais e ser de fácil comunicação. Para ficar mais tranquila durante a separação noturna, você pode apostar em uma babá eletrônica, que permite escutar o bebê à distância.

 

Leia também:

 

4. Indicações para mobília

A mobília deve ser de linhas retas, simples e de fácil limpeza, contendo berço ou cama, armário, uma mesa e uma poltrona para a mãe, com um banquinho de apoio para os pés.

Já o berço deve situar-se próximo à porta e oposto à janela, recebendo luz indireta e clara, que não reflita no rosto da criança.

5. Controle de temperatura

Aquecedores, ventiladores ou ares-condicionados devem ficar afastados da cabeça da criança, sem que a atinjam diretamente. O quarto deve ser ventilado naturalmente uma vez por dia, entre 5 e 10 minutos, pelo menos.

6. Higiene do espaço

Já é sabido que alcançar as condições ideais de higiene em relação ao quarto da criança é uma utopia. Os pais deverão adaptar estas condições, de modo que façam do quarto do bebê um ambiente agradável. Deve-se destinar um cômodo da casa à criança desde o exato momento do nascimento, onde serão guardadas suas coisas separadas das do adulto.

O quarto não deve ter nada que acumule poeira, como carpetes, cortinas, livros, objetos etc. Apenas uma cortina simples, de fácil lavagem, o que for mais prático contra a claridade. Escurecer o quarto estará a cargo das persianas.

Sem dúvida, neste cômodo não se deve secar fraldas, nem esquentar alimentos, bater papo ou fumar.

7. Grades e travas de segurança

É perigoso deixar que a criança transite por toda a casa; portanto, recomendamos que seu acesso fique limitado a determinado espaço. Para que não se sinta isolada, o melhor é usar grades de segurança nas portas, com mais ou menos 75 cm de altura, espaçamento entre as barras de no máximo 7 cm e trava que a criança não possa abrir.

Também é importante cumprir as normas relativas à construção de sacadas, terraços e janelas, e não deixar de usar grades de segurança que permitam a passagem de ar, além das redes de proteção também nas janelas.

Gostou das nossas dicas? Com esse conhecimento, agora você pode partir para a fase da decoração. Aqui no blog já publicamos um post com 40 ideias para quarto de bebê que podem inspirar essa jornada. Confira e viva esse momento intensamente!

Ideias para quarto de bebê: como garantir um ambiente seguro
Avalie este post