Como preparar o peito para amamentar? Veja 7 dicas

A amamentação dá vida ao seu bem maior. Entretanto, nem sempre é uma tarefa fácil: existem desconfortos que podem levar a mamãe a desistir ou viver o aleitamento como um processo extremamente doloroso. Neste artigo, trazemos 7 dicas sobre como preparar o peito para amamentar desde o início da gravidez, o que vai ajudar bastante na adaptação. Confira!

1. Não use cremes e sabonetes na aréola e no bico dos seios

Ao engravidar, seu corpo já começou a se preparar naturalmente para a amamentação. Você pode reparar que surgiram alguns pequenos nódulos nas suas aréolas: eles são chamados glândulas de Montgomery e garantem uma proteção natural para evitar as famosas rachaduras.

Para não comprometer essa proteção durante a gravidez, lave os mamilos somente com água. Sabonetes e cremes hidratantes podem e devem ser usados para hidratar os seios e evitar estrias, mas no bico e nas aréolas essa prática pode causar o efeito contrário.

2. Não lave os mamilos depois da amamentação

Como a natureza tudo sabe, transformou o leite materno em uma verdadeira poção mágica: além de garantir todas as necessidades do recém-nascido, também tem substâncias cicatrizantes que facilitam a recuperação da mamãe a cada mamada. Portanto, não remova os vestígios.

3. Tome banhos de sol – sim, faça topless!

Esse cuidado torna os mamilos resistentes e previne rachaduras. O sol deve ser tomado diretamente nos mamilos, por pelo menos 15 minutos ao dia, todos os dias, antes das 10h e depois das 15h. Para evitar manchas e queimaduras, não esqueça de passar protetor solar em todo o restante do corpo.

Caso você não tenha um lugar apropriado que permita os banhos solares, também pode substituir o sol por uma lâmpada de 60w, considerando uma distância segura e confortável.

 

Leia também

 

4. Diminua a sensibilidade dos seios

Para tornar a pega menos dolorosa, durante a gestação você pode fazer um trabalho para diminuir a sensibilidade dos mamilos. Sempre que possível, use roupa sem sutiã por um tempo, para que o bico sinta o atrito com a roupa e acostume-se com estímulos diferenciados.

O mesmo efeito pode ser alcançado usando esponja natural ou toalha para fazer massagens – sempre com muito cuidado para não machucar e causar o efeito contrário. A mamãe aprendiz Daniela Zanatto falou sobre a estratégia no livro 101 dicas para não enlouquecer nos primeiros dias com seu bebê:

“Eu usei essa técnica, mas comecei bem de leve, praticamente tocando o bico e mamilo com a esponja no início. Com o tempo, fui percebendo que o bico do seio estava mais firme, já sentia menos incômodo. Até que, ao final da gestação, já conseguia dar até uma “esfregadinha”. Usei tanto a toalha (na hora de me enxugar, após o banho) quanto a bucha, mas eu particularmente gostava mais da toalha, pois sentia menos incomodo.”

5. Faça exercícios para bicos planos ou invertidos

Nesses casos, os mamilos precisam ser estimulados para facilitar a pega. Faça o seguinte exercício: com o indicador e o polegar, puxe delicadamente o bico do seio para fora, rode-o como se fosse mudar a estação do rádio (para a direita e para a esquerda). Pratique por alguns minutos todos os dias, algumas vezes ao dia, com muita delicadeza para não machucar.

Também vale a pena usar conchas, daquelas compradas em farmácia, em que o bico fica dentro de um anel de silicone. Normalmente elas são usadas durante a amamentação, mas são indicadas também para usar antes, nos casos de bicos invertidos. Mas, antes de comprar, converse com seu médico e certifique-se de que é a melhor opção.

6. Use pomadas específicas contra rachadura

As pomadas de lanolina pura são ótimas para aplicar nos mamilos entre as mamadas: ajudam na cicatrização e regeneração caso estejam rachados ou simplesmente doloridos. Converse com seu médico para saber qual usar e já leve um tubinho para a maternidade no dia do parto. Compre um tubo pequeno, pois rende muito, e você só vai usar nos primeiros dias.

7. Tenha uma almofada e poltrona de amamentação

Para evitar a dor, o mais importante é encontrar uma posição de amamentação que facilite a pega e torne o processo mais tranquilo para a mamãe e para o bebê. Nesse sentido, ter uma poltrona e uma almofada apropriada para esse momento é essencial para garantir a magia desse momento tão especial.

Gostou do conteúdo? Agora que você sabe como preparar o peito para amamentar, confira também esses 4 hacks da maternidade que vão facilitar bastante sua vida!

Como preparar o peito para amamentar? Veja 7 dicas
Avalie este post