Nomes de bebês

Bebês recém-nascidos: 7 curiosidades sobre os primeiros dias de vida

São nove meses intensos. A alegria da notícia, os enjoos, a mudança do corpo e do espírito: momentos de emoção contraditória permeando a felicidade e a angústia. De repente, chega um serzinho maravilhoso, muitas vezes difíceis de entender. Bebês recém-nascidos possuem uma dinâmica própria e, por maior que seja o instinto materno, vale a pena se informar para conhecer melhor esse universo.

Separamos 7 curiosidades sobre essa fase mágica da maternidade. Confira!

https://app-vlc.hotmart.com/products/manage/241124

1. Soninho invejável

Nomes de bebê: opções simples e elegantes

Até os seis meses de idade, os bebês dormem uma média de quinze horas por dia. Geralmente, esse tempo é dividido entre um período mais longo, à noite, e períodos mais curtos de sonecas ao longo do dia. Os hábitos variam bastante, então não há uma regra geral que todos devam seguir.

Cada um tem seu ritmo: lembrem-se que bebês recém-nascidos não são maquininhas pré-programadas. Há os que rapidamente adquirem o hábito de dormir durante a madrugada inteira, sem acordar, e há os que têm necessidade de acordar mais de uma vez durante a noite.

2. Os primeiros sinais de fome

Apesar do choro intenso, o bebê não nasce morrendo de fome. Veja como a natureza faz tudo direitinho! Ele tem uma reserva que não o deixa faminto por algumas horas após o nascimento. Isso permite que a mãe se recupere do trabalho de parto. Por esse motivo, a maioria dos bebês só precisa mamar depois de cerca de seis horas de vida.

3. O choro é uma forma de comunicação

Se você prestar bem atenção aos tipos de choro do bebê ao longo do dia, perceberá que são diferentes — variam em intensidade, duração e timbre. Isso significa que existe um choro diferente para cada situação: é a expressão mais genuína de comunicação dos bebês, já que eles ainda não sabem falar.

O mais interessante é que as mamães são plenamente capazes de interpretar o choro do seu filho, mesmo as de primeira viagem. Por isso, você não deve ficar aflita e tentar acalmar a criança a todo custo. Nem sempre o choro significa dor: pode ser apenas um pedido de aconchego.

4. O choro é importante para o desenvolvimento

Para o próprio desenvolvimento cognitivo e emocional, é importante que bebês chorem bastante nessa fase: nesses momentos, o organismo libera a adrenalina. Em concentrações adequadas, essa substância estimula as conexões entre neurônios.

Assim, quando o bebê é saciado em suas necessidades, o estímulo cessa e tudo volta ao normal. Esse é um processo que ensina o bebê a expor seus desejos e a entender que suas solicitações foram atendidas.

5. Crescimento acelerado

Os nomes diferentes franceses estão em alta por aqui

Muitos pais ficam aguardando a próxima consulta do pediatra ansiosamente para ver as medidas do seu filho. E não é para menos: o crescimento do bebê nos primeiros meses de vida é impressionante.

No nascimento, o perímetro cefálico (contorno da cabeça) se situa entre 34 e 36 cm, o peso médio é de 3kg e a altura entre 58 e 50cm. Aos seis meses, o bebê deve pesar mais de 6 kg, medir de 65 a 67 cm de altura e ter um perímetro cefálico entre 44 a 46 cm. Depois, a cabecinha só voltará a crescer novamente após quinze anos!

Esses números também ajudam a planejar a lista de enxoval para que seu filho não perca todas as roupinhas muito rapidamente.

 

Leia também:

 

6. Eles têm uma capacidade de aprendizado impressionante

Procurando nomes de bebês

Nascemos com milhares de neurônios no cérebro. Porém, muitos desses neurônios permanecem como se estivessem desligados ou desconectados. Repare no olhar de bebês recém-nascidos: até o segundo mês de vida, eles não fixam o olho nas pessoas nem nos objetos. Inicialmente, apenas executam funções vitais, como respirar, mamar, ouvir, dormir, chorar, fazer xixi e cocô.

Com o passar dos dias, a mágica da vida vai acontecendo: os neurônios vão se conectando uns aos outros e estabelecendo ligações absolutamente fundamentais para todo o processo de desenvolvimento. Essas conexões são chamadas de sinapses.

Estima-se que um bebê é capaz de fazer 700 sinapses por segundo. Sabe qual é a velocidade estimada com que o impulso nervoso sai do neurônio e segue pelo axônio? Impressionantes 400 quilômetros por hora. É por isso que eles aprendem tudo tão rápido!

7. Bebês recém-nascidos risonhos são mais felizes?

Esperando a fralda ideal :D

Bebês com uma semana de vida já conseguem esboçar um sorriso. Todos à sua volta têm certeza de que ele está rindo de felicidade, mas não é bem assim. Trata-se apenas de um marco no desenvolvimento, chamado riso social: uma espécie de contração natural dos músculos da face.

As primeiras risadinhas para valer, que efetivamente exprimem uma sensação de alegria, ocorrem por volta dos três meses de idade. Nesse momento do desenvolvimento, o bebê já fixa o olhar em objetos e pessoas e a risada pode efetivamente ser uma resposta aos estímulos do ambiente.

E você, o que anda descobrindo nas suas pesquisas sobre bebês recém-nascidos? Deixe um comentário e compartilhe com a gente para ajudar outras mamães!

Bebês recém-nascidos: 7 curiosidades sobre os primeiros dias de vida
Avalie este post