Salivação excessiva, o que fazer?

Salivação excessiva na gravidez, o que fazer?

A gravidez é um momento muito mágico e esperado por muitas mães. No entanto, nem tudo são flores. Muitos dos sintomas causam desconforto e podem nos deixar extremamente irritadas. Este é o caso da Sialorreia, que é a salivação excessiva. Mas… É normal salivar excessivamente na gravidez? O que fazer pra melhorar a salivação excessiva? Saiba isso tudo e mais um pouco neste artigo!

Por que salivamos?

Antes de falarmos sobre o problema de salivação excessiva, vamos entender um pouco sobre o porquê nós salivamos.

Talvez você não saiba, mas a digestão humana começa na nossa boca com a saliva. E esse líquido tão impressionante, que muitas vezes é negligenciado, é produzido por três glândulas: as parótidas, as submandibulares e as sublinguais. Uma das substâncias da saliva é a ptialina, que é uma amilase (enzima digestiva responsável pela digestão de amido). Ela também mantém o pH da boca neutro, diferentemente do estômago que por causa do suco gástrico fica ácido.

A função da saliva vai além da digestão, ela também age como protetora do nosso sistema respiratório e digestivo. Nós possuímos uma imunoglobulina presente na saliva, que combate os vírus que querem nos invadir pela boca. Além de ser uma proteção contra vírus, a saliva também controla o crescimento de bactérias. Por isso, quando ficamos com pouca saliva temos maiores chances de ter cárie.

Curiosidade: Recentemente uma pesquisa desenvolveu um método para descobrir o estágio de um câncer de boca (que é um dos mais agressivos). Vale ressaltar que fumar é um fator de risco para este tipo de câncer. Caso você desconfie que algo de errado está acontecendo em sua boca, consulte profissional da saúde (médico ou dentista). Fique atento a sua saúde bucal!

O que é Sialorreia?

A Sialorreia, ou Ptialismo, é a salivação excessiva. E segundo a médica neurologista
Cristiane Borges Patroclo este é um problema fortemente ligado a doenças neurológicas. Pode parecer um pouco estranho, mas este tipo de salivação excessiva não tem muita relação com a alta produção de saliva, mas sim com a fraqueza muscular do paciente. Por causa desse enfraquecimento muscular, o fechamento da boca e a mastigação acabam comprometidas. Segundo a doutora Cristiane, os incômodos não se limitam apenas a incômodos sociais, mas também de vários outros, como por exemplo:

  • Rachaduras na boca;
  • Distúrbios da fala;
  • Distúrbios do sono;
  • Distúrbios na mastigação;
  • Desidratação;
  • Fadiga;
  • Tosse;
  • Maior risco de aspiração;
  • Prejuízo na adaptação de suporte ventilatório não invasivo.

Pode parecer um problema bobo e inofensivo mas é uma questão séria de saúde.

Por que grávida tem salivação excessiva?

salivação excessiva é um sintoma bem comum na gravidez e não é motivo para preocupação. Segundo uma matéria publicada no Blog da Saúde do Ministério da Saúde, esse excesso de saliva é resultado de um desequilíbrio entre os sistemas sintáticos e parassinpáticos. De acordo com o doutor Ivan Ferreira esse sintoma tão desagradável da gestação está associado às náuseas e enjoos que dificultam a mastigação e o ato de engolir a comida. A boa notícia é que o sintoma tende a diminuir e a sumir espontaneamente na maioria das mulheres grávidas. A causa da salivação excessiva na gravidez não tem uma boa explicação ainda, mas pode estar associada a mudanças hormonais e psicológicas.

Consequências da salivação excessiva na gestação

Por causa do excesso de saliva e do enjoo, muita mulheres grávidas acabam se alimentando pouco e isso pode ser um grande problema. Como estão em período gestacional, a mãe não só está alimentando o próprio corpo, mas também está suprindo o bebê e a formação dele em seu ventre. Por isso, apesar de ser um sintoma comum e aparentemente simples, é importante buscar ajuda de um profissional da saúde, para assim não prejudicar a saúde, tanto da mulher quanto da criança em formação.

Como aliviar a salivação excessiva durante a gravidez

O doutor Ivan propôs algumas medidas para aliviar a salivação durante a gestação, confira abaixa:

  • Procurar fazer várias refeições durante o dia, com porções pequenas e intervalos regulares;
  • Procurar reduzir a ingestão de alimentos com amido na sua composição, como pão, batata, bolo e bolacha;
  • Comer menos frutas cítricas e pepino;
  • Evitar comer e deitar-se; procurar fazer pequenas caminhadas após alimentar-se.

Estas são dicas bem práticas e viáveis no nosso dia-a-dia. Caso você passe muito tempo fora de casa, vale levar com você pequenas porções de lanchinhos saudáveis que se enquadram nas recomendações do doutor Ivan.

A ginecologista e obstetra Silândia Amaral da Silva ressalta que o ato de cuspir não é saudável, pois leva a perda de muitos sais minerais e nutrientes que são importantes para o corpo. Por isso, evite cuspir mesmo sendo desagradável, pois nesse momento, perder nutrientes e sais minerais não é algo muito bom.

Salivação excessiva, um problema não muito estudado

Apesar de ser um incômodo muito desagradável, a salivação excessiva não é objeto de muitos estudos. Infelizmente a Sialorreia não é um assunto que interessa muitos médicos e pesquisadores. Por isso, poucas pesquisas têm se desenvolvido nessa área, o que dificulta o desenvolvimentos de novos tratamentos e abordagens do problema. A boa notícia é que a salivação excessiva é um problema pontual e passageiro das grávidas. Entretanto, muitas pessoas sofrem com o problema crônico, o que é muito triste.

Não permita a salivação excessiva te desanimar

A gravidez é um período de grandes descobertas e mudanças! Não permita que sintomas desagradáveis tirem de você o prazer da gravidez. Vá ao médico e busque junto com ele soluções e formas de amenizar este sintoma tão incômodo. É totalmente compreensivo estar cansada e incomodada com algumas situações e sintomas durante a gestação, você é humana! Saiba que você não está sozinha, encontre conforto e acolhimento entre seus amigos e parentes. Os incômodos e mal-estares da gravidez não são pra sempre, respire fundo, logo tudo estará melhor. Aproveite o momento presente, pois ele nunca mais retornará.

Gostou deste artigo? Espero que sim! Compartilhe ele com a sua amiga que está tendo problema com salivação excessiva. E você? Também sofreu com o excesso de saliva? Conte pra gente nos comentários como foi a sua experiência!

Loja Lá Vem Bebê

Logo Lá Vem Bebê