Cha de Bebe Online

O que é o parto humanizado e quais os seus benefícios?

O parto humanizado tem ganhado cada vez mais adeptos nos últimos anos. Cada vez mais as mães querem se conectar com esse momento tão especial que é o nascimento do seu bebê, para que ele seja menos um procedimento médico e mais um momento de conexão com o novo membro da família.

Neste artigo, explicaremos o que é o parto humanizado e quais os benefícios dessa prática para a mamãe e o bebê. Além disso, também explicaremos como ter um parto humanizado e curtir mais esse momento.

O que é o parto humanizado?

Esse tipo de nascimento ocorre quando o bebê nasce de acordo com os preceitos de humanização do parto. A principal característica é que a protagonista do momento é a mulher, além de ser um momento mais familiar e espiritual do que um procedimento médico.

Assim, os profissionais de saúde fazem o mínimo possível de intervenções no parto, para que ele ocorra de forma natural e aos desejos da mamãe. É possível ter um parto humanizado tanto em casa, tanto no hospital, sendo necessário respeitar algumas condutas para que ele se encaixe nesse modelo mais natural.

Cha de Bebe Online

Quais os benefícios de fazer um parto humanizado?

O parto humanizado pode trazer uma série de benefícios para a mamãe e para o bebê. A primeira vantagem é o próprio protagonismo da mãe, permitindo com que ela tome conta da situação e faça o nascimento do seu filho da melhor maneira possível.

A mulher também é fortalecida emocionalmente pelo parto humanizado, já que ela se sentirá ouvida, amparada e acolhida por todos durante esse momento que necessita de muita força, tanto física, tanto emocional.

Ela também não precisará passar por intervenções cirúrgicas, apenas quando for realmente necessário. Não é nada prazeroso para a mamãe ter que fazer incisões, anestesias e outros procedimentos.

Além disso, a recuperação das mamães que fazem um parto humanizado são mais rápidas do que em outros tipos de nascimento. Isso se deve justamente ao fato de não ocorrerem as intervenções médicas.

O parto humanizado também oferece benefícios para o neném. Por, na maioria dos casos, ele sair pelo canal vaginal, sua imunidade e sistema respiratório são aprimorados. Também existem alguns estudos que mostram que crianças que nasceram por parto humanizado têm menos chance de contrair algumas doenças na infância.

Outra vantagem é que o bebê não passará por atividades que causem estresse ao nascer, como receber colírios ou esfregação, e poderá passar mais tempo próximo da mãe, fortalecendo assim o laço entre os dois.

Como ter um parto humanizado?

Agora que você entendeu um pouco mais sobre o parto humanizado, bem como as suas principais características e quais os seus benefícios, está na hora de entender melhor como é possível realizar esse processo.

Tenha cautela com a luz

O útero é naturalmente um local escuro, por isso, o bebê pode sentir incômodo ao nascer por conta da luz de lâmpadas ou do próprio sol, já que esse será seu primeiro contato com a claridade.

É importante que o ambiente tenha luzes fracas, para que essa adaptação seja feita de maneira mais suave, evitando com que os olhos do bebê se irritem por conta da luz.É possível criar um ambiente menos claro em hospitais, fechando as cortinas e tomando cuidado com os flashes de celular.

Também é possível criar um ambiente agradável para o bebê em casa, escolhendo um cômodo em que possa ser feito todos os preparativos para o nascimento do neném e que não seja tão iluminado.

Assim, ele nascerá de maneira mais tranquila e se irritará menos com a incidência da luz sobre seus olhos, que ainda precisarão se adaptar a esse novo mundo, aprimorando todos os seus sentidos.

Converse com o bebê

mesmo que ainda não sabem falar, os recém-nascidos conseguem ouvir bem e reconhecer a voz da sua mãe. Por isso, aproveite o momento pré e pós nascimento para conversar com o pequeno, e assim, fazer com que ele se acostume e reconheça a sua voz.

Essa também é uma forma de relaxar o bebê, além de explicá-lo que ele irá nascer. Essa prática pode ser feita a partir do 3º mês da gestação, que é quando o seu sistema auditivo já está desenvolvido.

Você também poderá fazer outras atividades que envolvam a sua voz, como cantar uma canção de ninar ou alguma música que goste, ler, recitar uma poesia, dentre outras formas de se comunicar com o seu neném.

Isso também ajuda a estreitar as relações entre a mamãe com o seu filho, fazendo com que eles tenham mais momentos de intimidade e proximidade, que podem ser continuados também após o nascimento.

Não esqueça do colo da mãe

Assim que o bebê nascer, é importante que o primeiro contato humano, de fato, seja com a mãe. Para isso, é aconselhado que ele fique uns momentos no colo, ainda com o cordão umbilical intacto.

De acordo com o médico francês e especialista em recém-nascidos, Jean Pierre Relier, o contato pele a pele da mãe com o seu filho já nos primeiros minutos de nascimento auxilia  ao bebê recriar o ambiente sensorial e emocional do seu período no útero com facilidade.

Além disso, esse momento tem uma forte carga emocional, já que é encontro da mamãe com o bebê fora do útero e a representação de uma nova vida para ambos juntos, além do início de uma jornada de novas experiências.

Esse contato corporal precisa também ser frequente durante o desenvolvimento do bebê, seja na hora de amamentar, ninar ou oferecer demonstrações de afeto como abraços, beijos e carinhos. Assim, estreita o laço emocional positivo entre a família.

Corte o cordão umbilical

Após o momento de contato entre a mamãe e o bebê, é chegada a hora de fazer o corte do cordão umbilical. É importante que seja a mãe, o pai ou outro acompanhante realizar essa atividade, já que simboliza o nascimento da criança e o começo da sua vida fora do útero.

É importante ter cuidado com essa atividade, já que o cordão precisa ser cortado corretamente para evitar infecções, inflamações e outros problemas que podem ocorrer no local. Os equipamentos utilizados também precisam ser muito bem higienizados.

Antigamente, o cordão umbilical era cortado assim que o bebê nascia, porém, profissionais da saúde descobriram que deixá-lo por mais algum tempo poderia fornecer ao bebê sangue extra, além de hemoglobina.

O ideal é esperar por pelo menos 2 ou 3 minutos até que o cordão pare de pulsar, e então fazer o corte. Com isso, o bebê recebe mais ferro, hemoglobina e sangue. Como resultado, o bebê tem menos riscos de sofrer anemia no seu primeiro ano de vida.

Coloque música

Você sabia que a música tem grande poder sobre nossas mentes? E isso também é perceptível nos bebês. Quantas vezes você já não viu vídeos de bebês se emocionando com alguma música, sendo colocados para ninar ou até mesmo tentando cantar junto com os cantores?

Por isso, uma dica para ter um melhor parto humanitário é colocar algumas músicas relaxantes, durante o momento do nascimento, para que tanto o bebê, tanto a mamãe, se sintam relaxados durante o nascimento.

Enquanto ele estiver dentro do útero, também é possível colocar algumas músicas calmas para que ele possa ouvir e perceber os sons desde cedo. Você perceberá que ele ficará bem mais calmo, além de ser uma forma de reforçar o laço entre mãe e filho.

Alguns sintomas da gravidez podem ser diminuídos a ouvir música, como o estresse, ansiedade, insônia e hipersensibilidade. Por isso, comece a planejar a sua playlist de parto e escolha as melhores canções para esse momento.

Tenha água

As contrações causam bastante dor para as mamães, principalmente quando ela entra em trabalho de parto. Por isso, é importante ter a disposição um balde com água morna, pois o calor consegue relaxar os músculos e diminuir a dor.

Além disso, a mamãe não pode esquecer de se hidratar, já que ela precisará fazer muita força para ajudar o bebê a sair pelo canal vaginal. Então, uma garrafinha de água fresca precisa sempre estar por perto.

Uma técnica utilizada por algumas mamães nos partos humanizados é de ter seus bebês dentro de uma banheira com água. Com isso, é possível prover ao bebê um ambiente parecido com o interior do útero, por conta o líquido amniótico no qual ele estava envolto.

Fazer compressas de água morna para a mamãe ainda auxilia na diminuição da pressão arterial e no relaxamento do corpo e mente em si, permitindo com que, menos dor, ela consiga relaxar mais e fazer o trabalho de parto da melhor maneira possível.

E então, conseguiu conhecer um pouco mais sobre o parto humanizado? Essa é uma ótima alternativa para promover um nascimento mais natural e emocional para o seu filho, além de permitir com que você tenha um maior controle sobre esse acontecimento e consiga ajudar o seu bebê a nascer de maneira mais natural e com menos interferências médicas.

Mas enquanto o neném não chega, que tal começar a planejar o chá de bebê do seu filho? Entre em nosso site e veja como você pode fazer a sua listinha de maneira totalmente on-line!