Prótese de silicone e amamentação

Silicone e amamentação, posso ter complicações?

O ato de amamentar vai muito além de “apenas” alimentar a criança, é uma forma de conectar a mãe e o bebê. É um momento mágico. Mas pode trazer muitas preocupações também. Uma dúvida muito comum entre gestantes e tentantes é se a prótese de silicone pode atrapalhar na hora de dar o peito. Será que é verdade que quem tem silicone pode ter problema na hora da amamentação?? O silicone pode vazar e o bebê pode acabar ingerindo silicone? Para essas, e tantas outras perguntas, encontre as respostas aqui!

Um pouco sobre próteses de silicone mamárias

Antes de falarmos sobre a colocação de prótese de silicone nas mamas e as possíveis dificuldades na amamentação, vamos entender um pouco mais sobre o cenário brasileiro quanto às cirurgias plásticas, em especial, sobre os procedimentos a implantação de mama.

O Brasil é o segundo no ranking mundial de cirurgias plásticas segundo uma pesquisa realizada pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética (ISAPS). Nós ficamos atrás apenas dos Estados Unidos. A pesquisa também revela que o procedimento mais popular é de implantação mamária. Logo, é preciso que mais estudos sejam feitos sobre o efeito que esses tipos de procedimentos podem causar. Felizmente temos algumas pesquisas sobre o impacto que uma cirurgia de implante de silicone pode ou não causar, mas até mesmo a sociedade científica da área reconhece que é necessário que mais estudos sejam realizados.

Afinal, colocar prótese de silicone pode ou não afetar a amamentação?

Em resumo, existe uma pequena chance de haver dificuldades para amamentar dependendo do tipo de cirurgia que foi realizado. Cirurgias que são mais invasivas têm mais chance de alterar alguma estrutura importante para a amamentação. Mas o que seria um procedimento mais invasivo? Procedimentos mais invasivos são aqueles que implantam as próteses por um corte feito na aréola dos seios. Ao cortar esta região, ductos mamários podem ser cortados também, o que pode trazer complicações na hora de amamentar. As próteses em si não trazem nenhum tipo de efeito negativo para a amamentação e a chance de que o silicone vaze é extre0mamente baixa, dada as várias camadas de proteção (colocadas justamente para evitar este tipo de problema) que a envolve.

Tipos de cirurgias de implantação de silicone que não afetam a amamentação

Segundo um artigo publicado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica de Santa Catarina, as seguintes técnicas cirúrgicas não afetam a amamentação.

  • Incisão inframamária: Este procedimento consiste na realização do corte na “base” da mama. E pela realização do corte ser feito próximo do local onde a prótese ficará, a utilização de túneis de acesso não é necessária. A incisão inframamária agride bem pouco a estrutura da mama e os seus tecidos, por isso não traz nenhum problema para uma amamentação futura.
  • Incisão axilar: Este procedimento implanta a prótese de silicone através de um corte feito na axila. Se faz necessário também, a abertura de um túnel de acesso para poder “abrir” espaço para a colocação da prótese na mama. Além de não afetar a amamentação futura, este tipo de cirurgia não deixa nenhuma cicatriz visível nos seios.
  • Incisão umbilical: Apesar de ser uma técnica menos usada, ela tem as suas vantagens. A incisão umbilcal implanta a prótese através de um corte feito no umbigo. Assim como a incisão axilar, ela precisa de um túnel de acesso até a região das mamas. A vantagem deste tipo de cirurgia é que nenhuma cicatriz visível é deixada nas mamas.
  • Transabdominoplastia: Esta é uma cirurgia que aproveita o corte feito para a cirurgia plástica abdominal. Graças a esse aproveitamento de corte, não existe a necessidade de se abrir outro corte. Assim como os dois procedimentos anteriores, este tipo de cirurgia também precisa de um túnel de acesso para implantar as próteses.

A minha prótese pode cair depois que eu parar de amamentar?

Antes de falarmos sobre as possíveis diferenças entre seios com prótese e sem prótese, vamos explicar porque os seios caem. Os seios tendem a “cair” ou “murchar” porque durante a gestação eles aumentaram de tamanho e quando você termina de amamentar o leite seca, restando apenas a pele esticada sem aquele volume todo que tinha antes.

Assim como em seios sem prótese de silicone, seios com a prótese também podem apresentar os mesmos inconvenientes. Mas existe uma boa notícia! Depois que você parar de amamentar o seu bebê, uma possibilidade para a questão seria a troca da prótese e retirar a pele flácida. Outra solução seria colocar um implante maior.

Quero colocar prótese, mas pretendo ter filhos. Como me prevenir de futuros problemas na amamentação?

Você ainda não tem uma prótese de silicone, mas tem interesse em fazer isso, só que a preocupação com a amamentação no futuro de preocupa? Não se preocupe! Existem algumas precauções que você pode tomar para que ao colocar a prótese você não venha a ter nenhuma dificuldade futura. Para implantar a prótese tomando estar precauções, converse com o médico que irá fazer o procedimento de colocação da prótese e deixe claro a sua vontade de amamentar no futuro. Dessa forma, ele poderá indicar o tipo de cirurgia menos invasivo e que não traga problemas futuros.

Com este texto pudemos ver que planejar uma gravidez futura não te impede de colocar uma prótese de silicone hoje. Da mesma forma, se você já tem os implantes, não há com o que se preocupar. Caso você ainda tenha medo de amamentar com a prótese implantada, converse com o seu obstetra.

Gostou deste texto? Esperamos que sim! Compartilhe este texto com a sua amiga que querer colocar o implante de silicone mas tem medo de futuros problemas para amamentar. Manda este texto também, para aquela sua amiga que tem silicone e está grávida! Talvez ela esteja com estas dúvidas e não sabe onde encontrar a respostas. E você? Amamentou mesmo com implantes de prótese de silicone? Compartilhe a sua experiência aqui nos comentários e ajude mamães que podem estar passando pelas mesmas inseguranças que um dia você passou.

Aproveite que já está aqui e leia o relato da nossa colunista Carol sobre a amamentação!

Logo Lá Vem Bebê