grávida tomando café

Grávida pode tomar café e refrigerante?

Nesse post você irá ler sobre:

  • Efeitos do café durante a gravidez e quantidade máxima diária
  • Impactos dos refrigerantes no organismo e porquê evitar
  • E mais!

Se você está grávida, adora café e refrigerante e já está nervosa por ter que parar de consumir estes alimentos, pode se acostumar com a ideia! A ingestão de café e bebidas com cafeína e gás não são indicadas durante a gravidez. Veja porque!

gestante tomando café

Veja também:


Neste artigo você vai encontrar:

1. Cafeína não faz bem ao feto

Não é proibido, mas os médicos recomendam que se consuma moderadamente, não ultrapassando 200 mg por dia. Essa quantidade equivale a, mais ou menos, três cafés expressos.

A cafeína é um estimulante natural do metabolismo, aumentando o ritmo cardíaco e consequentemente interferindo no desenvolvimento do feto. Claro que se for consumida em grande quantidade e com frequência.

Além disso, a cafeína tem efeito diurético, o que quer dizer que você fará mais xixi. Outro problema é que a cafeína pode provocar insônia e também cefaleia, a famosa dor de cabeça.

Chás e café podem dificultar a absorção de ferro consumidos durante as refeições ou em um intervalo de meia hora antes ou depois da ingestão. Baixa de ferro durante a gravidez pode levar a uma anemia.

cafeína na gravidez

E não é só o cafezinho que contem cafeína! Veja a lista de itens:

tabela-cafeina

2. Evite líquidos que possuem gás

O excesso de gás pode gerar desconforto abdominal durante a gestação, já que os hormônios estão interferindo no trato digestório, que geralmente fica mais lento e com aumento de gases naturalmente.

refrigerante na gravidez

Além disso, os gases podem agravar a azia e ânsia que muitas grávidas têm durante a gravidez.

3. Haja açúcar!

Saiu um estudo feito pelo Instituto Nacional de Saúde da Criança da Inglaterra que comprova que grávidas que ingerem mais de 1 litro de refrigerante por semana têm as chances de desenvolver diabetes gestacional aumentadas em 20%, quando comparadas às gestantes que só ingerem um copo por mês. Os cientistas estudaram um grupo de cerca de 13 mil mulheres ao longo de 10 anos. Eles levaram em consideração outros fatores, como idade, prática de exercícios, casos de diabetes na família, entre outros. O resultado só vale para refrigerantes à base de cola, com corante caramelo e com substâncias que aumentam a resistência do corpo à produção de insulina, que é responsável pela quebra do açúcar que ingerimos.

E não adianta pensar que pode consumir esses produtos na forma light ou diet! Esses itens possuem alta concentração de adoçantes, e não são indicados na gestação.

4. Retenção de líquido

Além de muito açúcar, refrigerantes contém muito sódio, o que pode agravar a retenção de líquidos durante a gravidez. Se você já possui esse problema, evite ao máximo esse tipo de bebida.

Além disso, o sódio é o principal causador da pressão alta, problema considerado extremamente grave para gestantes, principalmente para aquelas que já sofriam com a doença antes de engravidar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *