Desde que conquistou a independência financeira, Brayda Alvarenga, 30, nunca tinha pensado em investimentos a longo prazo.  Tudo mudou com a chegada da pequena Isadora, hoje com 11 meses. “Eu me peguei pensando, dia desses, em abrir uma poupança para a Isadora, acredita?”, comentou nesta semana.

Brayda é madrinha de Isadora. A pequena é filha de Elcio e Braytnar Barbosa, irmã de Brayda. O convite foi uma surpresa, diz Brayda. “O convite veio quando Isadora tinha quatro meses. Ela já era muito especial para mim, mas não imaginava que seria a eleita”, afirma.

A pequena Isadora com a madrinha e a mamãe
A pequena Isadora com a madrinha e a mamãe

Veja também

Calculadora de comidas e bebidas para chá de bebê – Lá Vem Bebê

10 dicas para fazer um chá de fraldas perfeito 

7 dicas para fazer uma decoração de chá de bebê perfeita

10 temas para a decoração do chá de bebê de menina

A surpresa se deu porque Brayda e Braytnar são irmãs. “Eu já era tia, não imaginava que pudesse ser também madrinha”, explica Brayda. “Mas hoje vejo que tinha mesmo que ser eu. Acompanhei tudo muito de perto. Eu e minha irmã sempre fomos muito próximas e desde as primeiras consultas eu estava lá presente. Hoje, a Isadora é meu xodó.”

A escolha dos padrinhos do filho é uma das decisões mais difíceis e especiais dos papais, especialmente para a mamãe. Afinal, ela sabe que a eleita será, literalmente, uma segunda mãe.

Ser “dinda” é ter uma missão para sempre. Ser dinda é, ainda, uma das sensações mais gostosas da vida. “O que me deixa mais feliz é quando me chamam de dinda”, garante Bruna Cardozo Capasciutti. É um amor, um carinho, uma felicidade tê-los como afilhados. Sinto como se fossem meus filhos”, completa ela, que é madrinha da Maria Valentine Piccoli Appes, 4, e do Lorenzo Brito Araújo, 3.

A dinda Bruna e a afilhada Maria Valentine
A dinda Bruna e a afilhada Maria Valentine

Para Brayda e Bruna, a experiência é ainda mais especial graças ao relacionamento que elas tinham com a família dos afilhados, de longa data. Esse tipo de vínculo, aliás, é um dos principais que deve ser levado em conta na hora de definir o padrinho e a madrinha.

“A madrinha é a segunda mãe”, define a psicóloga Renata Bueno, especialista em Terapia Familiar. Ela explica que a primeira coisa que a mãe e o pai devem pensar é: “é uma pessoa que você imagina e quer que esteja na sua vida por muitos anos? É uma pessoa que tem os mesmos valores que você? Você confiaria o seu filho para essa pessoa na sua falta? Esse é o significado de madrinha. Não é só aquela amiga legal, que vai para a balada”.

O apadrinhamento é uma tradição antiga, de quase 2.000 anos de história, comumente relacionada ao batismo na Igreja Católica ou a outras celebrações religiosas. No Brasil, existe até o apadrinhamento civil, na qual são atribuídas responsabilidades parentais aos padrinhos, que devem estabelecer vínculos afetivos com a criança e o jovem.

Lá Vem Bebê - Calculadora de comidas e bebidas para Chá de Bebê

Mais do que ritos e presentes, portanto, cabem aos padrinhos uma missão praticamente familiar. Para ajudar na escolha, a Lá Vem Bebê separou algumas dicas especiais:

  1. Definição após o nascimento

Durante a gravidez você já vai conhecer quais dos candidatos estão mais ou menos animados com a vinda do filho. Ao nascer, a identificação deles com a criança pode ajudar na etapa final da seleção.

  1. Amizade de longa data

As verdadeiras amizades são aquelas que perduram por anos. Ainda que muitos amigos recentes sejam prestativos e próximos, prefira olhar com mais carinho para aqueles com quem você já dividiu muitas histórias e experiências de vida.

  1. Valores, maturidade e afinidade

Como a madrinha é a segunda mamãe, lembre que a pessoa precisa compartilhar os mesmos ideias de vida e, acima de tudo, precisa ter condições para cuidar do seu filho.

  1. Fonte de inspiração

Lembre-se que seu filho vai se espelhar na madrinha e no padrinho. Então, destaque aqueles que lhe inspiram e pelos quais você sente grande admiração. Seu filho vai agradecer no futuro!

 

Confira nossa Calculadora de Comidas e Bebidas para Chá de Bebê.

Faça sua lista de Chá de Bebê Online. É grátis!

Quatro dicas para escolher a melhor madrinha para o bebê
Avalie este post

One Reply to “Quatro dicas para escolher a melhor madrinha para o bebê”

  1. Por isso mesmo escolhi minha cunhada e meu filho para ser os padrinho, tenho uma amiga de infância que ficou muito triste com a minha eacolha, ela não tem perfil para madrinha não conhece o significado, pensa que é só pra dá presente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *