Se você está grávida ou pensando em ficar, provavelmente já deve ter ouvido algumas frases que não soaram como boa música para os seus ouvidos. Muito pelo contrário, algumas piadas ou brincadeiras incomodam – e muito – uma mamãe ou futura mãe. “Você tem certeza que é só um bebê?”, “Como você está enorme!”, “Sua vida acabou. Nunca mais vai dormir”, “Quem mandou dormir sem calcinha”, e por aí vai.

Em sua segunda gestação, a jornalista Tatiana Kinoshita resolveu fazer do limão uma limonada. De tanto ouvir absurdos, ela decidiu transformar as “pérolas” comuns às grávidas em um livro, “O que Jamais dizer a uma mulher grávida”, dando voz às mamães e levando um pouco de bom senso às pessoas.

Tatiana Kinoshita, autora do livro "O que Jamais dizer a uma mulher grávida"
Tatiana Kinoshita, autora do livro “O que Jamais dizer a uma mulher grávida”

Tatiana destaca que as falas não são uma lição de moral, mas um pedido para que as pessoas sejam mais agradáveis com as gestantes. “A ideia surgiu no início da minha segunda gestação (da filha Chiara). Eu estava com 13 semanas e fazendo o ultrassom. Lembro de ter comentado com a médica que eu teria que ouvir tudo de novo. Ela, que também é mãe, concordou e disse que o que as mães ouvem daria um livro. Fiquei com a ideia na cabeça e resolvi colocar em prática”, lembra Tatiana, que é paulistana, mas atualmente vive em Florianópolis (SC).

Para sua pesquisa, Tatiana usou as visitas mensais ao obstetra para falar com outras futuras mamães. Foi na sala do consultório, onde ouvia mensalmente de 10 a 15 gestantes, que o livro começou a ter forma.

“A rede social na época, em 2009, quando iniciei a pesquisa, era o Orkut. Entrei em grupos para ver se não era um padrão de comportamento específico, mas não é. As gestantes ouvem muito em qualquer lugar do mundo. Entrei em contato com blogueiras de outros países também e vi que não é uma questão cultural. As falas costumam ser referente ao peso da gestante, principalmente, e também sobre sua roupa, o que ela come, o tipo de parto”, aponta.

Ze Dassilva
O que jamais dizer a uma mulher grávida. Ilustração: Zé Dassilva

Segundo a escritora, a gestação abre uma porta de intimidade que não existe. “Pessoas que não falavam comigo começaram a falar só pra comentar algo. Todos querem passar a mão na sua barriga, e se você reclama que nem conhece a pessoas pra ela passar a mão em você, pode ser chamada de grossa. Barriga de grávida não é pia de água benta, gente”, esclarece Tatiana, com bom humor.

Bom humor, aliás, é como Tatiana leva suas experiências para as futuras mamães. Para tanto, o livro conta com ilustrações de Zé Dassilva, cartunista e roteirista, que assina vinhetas e animações para a TV Globo e para o SporTV e foi roteirista de programas de humor como “Sai de Baixo” e “Casseta & Planeta”, entre outros.

Zé Dassilva
O que jamais dizer a uma mulher grávida. Ilustração: Zé Dassilva

A “barriga pública” também é um dos problemas relatados pela modelo e atriz Letícia Birkheuer, que assina o prefácio do livro.

Entre outras abordagens um tanto constrangedoras, Tatiana destaca a preocupação com o tamanho da grávida, não por uma questão de saúde, mas estética. “Se a grávida está barriguda, falam que ela está enorme. Se está magra, também reclamam. Ainda tem os comentários como o ‘dormiu sem calcinha’. Precisa escancarar a vida sexual da grávida dessa forma?”

Para Tatiana, a grávida vive uma fase com novas experiências e hormônios. Como tudo é diferente, os comentários podem deixar marcas, mexer com a autoestima. “Sempre digo para as gestantes não se abalarem, acredito que as pessoas falam por falar. Então, não se deixe abalar. Se ouvir muito de uma pessoa, indique o livro”, brinca.

Zé Dassilva
O que jamais dizer a uma mulher grávida. Ilustração: Zé Dassilva

O QUE JAMAIS DIZER A UMA MULHER GRÁVIDA

Autora: Tatiana Kinoshita*
Ilustrações: Zé Dassilva
58 páginas
Chiado Editora, Coleção Passos Perdidos
R$ 31

*Tatiana Kinoshita é casada com o jornalista Rafael Martini e mãe da Isadora e Chiara.

Zé Dassilva
O que jamais dizer a uma mulher grávida: “Nossa, vc já engordou tudo isso? Cuidado que se engordar demais, seu corpo não volta!”. Falar do peso da grávida é constrangedor, desnecessário. Ela está carregando um bebê. As grávidas também possuem autoestima e, por isso, evite deixá-las constrangidas.
O que jamais dizer a uma mulher grávida: Sogras, vamos combinar o seguinte: não compare sua gestação com a de sua nora. Somos mulheres diferentes. Aja como membro de um time, no qual cada um desempenha o seu papel. Afinal, além de sogra, a senhora será vovó e as vovós são sempre do bem. E filhos, por favor, controlem suas mães. Nenhuma grávida merece a sogra pegando no pé por 40 semanas ou ainda pelo resto da vida.
O que jamais dizer a uma mulher grávida
Avalie este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *