Será os dentinhos nascendo? Qual mordedor achei melhor

A Alice está com quatro meses e dezoito dias (hoje é dia dos namorados, de 2019). Desde o começo do mês ela está meio irritada, mas essa semana está sendo bem difícil!
Como a Alice tinha entrado na crise dos três meses e logo me parece que os dentes estão querendo nascer, então, ainda estou confusa sobre o que está havendo com ela – e tudo indica ser os dentes mesmo.
Essa semana ela esteve resmungando bastante e muito nervosa, nada estava bom. Trocava a fralda, oferecia várias vezes o peito, cantava, pegava no colo – nada parecia melhorar.
Semana retrasada, eu e meu esposo fomos comprar mordedores. Ele escolheu um mordedor transparente e de água, e eu uma luvinha com a ponta dos dedos emborrachada.
Gostaria de dar umas dicas sobre minha experiência com mordedores.
O mordedor que meu esposo comprou era bonito e parecia ser super gostoso de se morder, porém, ele era pesado demais e com formatos difíceis de entrar na boca para uma criança de quatro meses. Preciso ficar segurando, e mesmo assim, ela não mostrou nenhum interesse.

Resultado de imagem para mordedor mão agua
O mordedor que comprei, parecia muito útil, já que eu precisaria vestir a mãozinha da minha filha e deixar ela fazer o resto. Não foi bem assim, ela não sabia levar direito para a boca o mordedor e ficava toda hora saindo da mãozinha dela. Modelo abaixo.

Resultado de imagem para mordedor mão agua
Na semana seguinte ganhamos um mordedor fino com formato de peixe. Ele era bem flexível, leve e com buracos para colocar os dedos do bebê. Minha filha se interessou mais e conseguia manusear melhor também; levava o brinquedo para a boca, mas não conseguia ter coordenação para morder direito.

Resultado de imagem para peixe mordedor lolly
Eis que, minha mãe decide comprar um mordedor/escova em formato de milho. Com o milho da grossura de um dedo fino, leve, com alças e na ponta um pouco de cerdas; feito todo de silicone em uma peça inteiriça.
Achamos o mordedor ideal para ela! Lógico que, deve ter outros tipos que deve ter funcionado com você (deixe nos comentários suas experiências). Dá vontade de comprar vários mordedores, um mais lindo que o outro, mas se você não quer gastar com mordedores que não serão usados pela sua funcionalidade, fica a dica do milho!

Hoje mesmo, foi um dia em que nada estava bom. Fiz todos os procedimentos padrões para tentar deixá-la mais confortável – até banho eu dei. Logo eu sabia que ela iria dormir, mas não conseguiu pegar no sono porque não estava aceitando a chupeta, ficava só resmungando brava.
Peguei o mordedor de milho, ajudei ela a segurar, esfreguei na gengiva e ela mordia ferozmente. Logo troquei pela chupeta e em menos de um minuto, ela dormiu.
Depois de uma hora de sono mais ou menos, ela acordou, tentei dar a chupeta para ela voltar a dormir e não quis. Repeti o procedimento de aliviar a coceira da gengiva com o mordedor e ela dormiu de novo profundamente.

Os mordedores que ela não gostou a princípio serviu para outras funções atualmente – brincar! Como a Alice ainda é nova, ela vai aprendendo a usar melhor cada um deles.

Por estes motivos, creio que minha filha vá ter a erupção dos dentes muito em breve. Então, fica a dica:
-Ao comprar um mordedor, veja para qual idade é mais adequado;
-Leve em consideração o peso do objeto;
-Veja o tamanho, e se há lugares possíveis do mordedor chegar com facilidade na gengiva no fundo da boca;
-Veja se é fácil de lavar (geralmente fica muito, muito babado);
-Veja se possui fácil manuseio do bebê com as alças do mordedor;
-Veja se o mordedor entra na boca do bebê facilmente.

Nesta fase, não posso mais sair de casa sem esse item na malinha da minha filha, porque, na hora da irritação, ela não aceita chupeta, nem colo, nem peito, nem fralda limpa…

Loja Lá Vem Bebê

Logo Lá Vem Bebê