Saltos de desenvolvimento

Saltos e picos de desenvolvimento do bebê

Antes de ter filho eu nunca tinha ouvido falar sobre saltos e picos de desenvolvimento. Descobri que eles existiam no primeiro salto da Joana, quando ela estava inquieta, carente, acordando muito e eu enlouquecendo. Então fui pesquisar o que seria essa inquietação até que descobri  través da Internet e também em um grupo de mães que participo, que poderia ser salto e picos de desenvolvimento.

Sem saber se ficava aliviada por não ser nada grave ou desesperada porque ainda teria mais um monte deles durante a vida do bebê. Vou contar nesse post como passei por alguns deles até a Joana completar 1 ano.

O que são saltos e picos de desenvolvimento?

Desde que nos tornamos mães passamos por várias crises e mudanças, e isso também acontece com os bebês que passam por inúmeras mudanças.

Os picos de desenvolvimento se referem ao crescimento físico do bebê, quando ele ganha uns centímetros e peso a mais de forma acelerada, e o salto do desenvolvimento quando ele ganha novas habilidades como enxergar melhor, aprender a rolar sozinho na cama, andar, engatinhar ou qualquer outra habilidade adquirida. Esses saltos e picos acontecem na maioria das vezes em alguns meses e semanas específicas.

O bebê não sabe lidar de forma tranquila com esses acontecimentos e por isso recorre a mãe para tudo, e isso nos faz perder noites de sono e amamentar ainda mais, resultando num desgaste físico maior.

Picos de desenvolvimento

O primeiro normalmente acontece entre o 7° e o 10° dia. Com a Joana eu não senti tanta diferença nessa fase, pois nem todos os picos são perceptíveis de forma brusca, alguns você passa sem perceber e outros você super sabe, como de um dia para o outro o bebê perde roupa e troca o tamanho da fralda.

A Joana, por exemplo, só saiu da fralda RN com mais de 1 mês, usou a fralda tamanho “P” até quase 4 meses e até hoje usa fralda M (acredito que nas próximas semanas ela comece a usar tamanho “G”).

O primeiro pico da Joana

O primeiro maior pico de desenvolvimento dela aconteceu entre o terceiro e o quarto mês, quando ela mudou de um dia para o outro o tamanho de fralda e passou a ganhar peso mais rápido (ela engordava cerca de 1kg por mês, depois disso ela diminuiu o ritmo).

Picos de desenvolvimento do bebê

Eu só fui perceber um novo pico, e este bem grande, quando ela estava com uns 9/10 meses, quando ela perdeu muitas roupas e sapatos de uma hora para a outra, muito rápido mesmo! Teve um sapato que comprei em uma semana que ficou bem larguinho no pé dela, então esperei para usar e duas semanas depois quando tentei usá-lo pela primeira vez já não cabia mais. Tristeza!

Ela também vestiu roupa de 6 meses até quase seus 10 meses, usava alguns bodys e vestidos deste tamanho, do nada, começou a usar tamanhos de 9 a 12 meses. Realmente ela estirou muito rápido nesse período. Agora com 1 aninho ela estabilizou e tem engordado bem menos, apesar de perder sapatos em uma velocidade que só mãe entende.

Saltos de desenvolvimento

Os saltos eu percebi bem mais que os picos, eu acho que a Joana passou por todos eles mostrando bem que estava em um salto de desenvolvimento.

O mais engraçado é que depois que você descobre o salto de desenvolvimento qualquer moleza ou noite mal dormida você acha que seu bebê está passando por um salto (nessas horas eu sempre recorria a Internet para saber se o tempo dos saltos batiam, e, normalmente, eram saltos mesmo pela descrição), por isso acho muito importante escrever e falar sobre esse assunto para que outras mamães saibam também como identificar e lidar com todas essas mudanças na vida delas e dos bebês.

Primeiro salto

O primeiro salto acontece com mais ou menos 1 mês de vida, aqui esse salto não foi muito percebido pois ele tem poucas mudanças e as novidades da vida materna nos fazem passar despercebidas por ele.

Segundo salto

O segundo salto percebemos bem quando passamos: Joana começou a sorrir, a olhar fixo para a gente mesmo ainda não tendo a visão completa de cores e tudo mais, ela já entendia que ali tinha alguém. Esse salto acontece por volta de 2 meses e a partir daí o mundo dos bebês e das mamães começam a ter muitas novidades.

Terceiro salto

O terceiro salto acontece entre o 3° e o 4° mês (esse foi o mais difícil e desafiador para nós e também o mais longo de todos, como demorou a passar).

Nessa fase o bebê passa por diversas mudanças como aprender a rolar sozinho na cama, aprende a gritar (Joana gritava o dia todo), começa querer sentar… o bebê de fato não sabe lidar com isso tudo sozinho.

Salto de desenvolvimento do bebê

O sono fica complicado, o bebê acorda mais vezes durante a noite. Até esse salto Joana acordava 1 vez durante a noite e quando entramos nessa fase, ela passou a acordar mais de 5 vezes todas as noites, tendo noites que acordava de 1h em 1h. Durante o dia ela ficava muito irritada e mamava muito, o que desgastava demais, fora a exaustão de uma noite mal dormida. Mas, tudo bem, o salto passou, porém o hábito de acordar muitas vezes a noite continuou até quase 1 ano.

Quarto salto

O quarto salto acontece com quase 6 meses e esse é bem significativo pois o bebê começa a sentar, começa a Introdução alimentar e os primeiros dentinhos aparecem.

Joana chorava bastante nessa fase e ficou muito apegada a mim: muito peito, mordidas no peito como contei no post do nascimento dos primeiros dentinhos. Os papais sofrem juntos nessa fase, e as mudanças nesse salto são para a vida toda.

Quinto salto

O quinto salto é entre os 8 e 9 meses, e esse era o salto que eu mais temia pois desde que descobri que existiam esses saltos eu ouvia falar dos salto dos 9 meses que era o terror das mamães.

Nesse salto o bebê começa a entender o distanciamento da mãe, alguns começam a falar, engatinhar, e começam as famosas pirraças, pois entendem que quando choram ganham as coisas e também compreendem o que é brinquedo, por exemplo.

Salto de desenvolvimento do bebê

Joana engatinhou e falou mamãe um pouco antes, com 7 meses, mas nessa fase ela desenvolveu muito, as brincadeiras ficaram mais interessantes, começou a entender quem era o papai, a mamãe, o cachorro, a comida…

Sexto salto

O último salto antes de 1 ano acontece com 11 meses. O salto da fala, dos gestos, de apontar para o que quer. Que fase gostosa e trabalhosa!

Joana começou a chamar o “auau” com os dedinhos, ela começou a colocar os sapatos nos pés e olhar para eles enquanto andava. Começou a se interessar pela nossa comida apontando o dedo e gritando para o que ela quer, também começou a falar “papa” todas as vezes que acendemos o fogão ou ligamos o micro-ondas.

Um fato bem engraçado e diferente é que por conta da pandemia ela começou a entender que fora de casa usamos máscara e com isso ela vê a máscara na nossa mão, no carro por exemplo, ela pega e já coloca no nosso rosto. Ela começou a entender que sair na porta de casa é legal e chora quando o papai sai sem levar ela.

Esse salto foi realmente o maior de todos com muitas habilidades, e a principal delas foi começar a andar, como isso muda a nossa vida, ela começou com 10 meses os seus primeiros passos e não parou mais, segura mamãe e papai e corre atrás!

Todos esses saltos e picos foram muito necessários, alguns bem difíceis, muitas noites sem dormir, muitos desgastes físicos e emocionais, sei também que ainda teremos outros saltos após 1 ano e durante toda a vida dos nossos bebês, mas como sempre termino meus textos, eu gosto de ser otimista e pensar também nas coisas boas dessas fases!

Quantas habilidades nos fizeram perder o sono, mas também nos fizeram deitar sorrindo lembrando. O dia do primeiro mamãe, primeiro papai, quando engatinhou, andou, comeu pela primeira vez, é tudo tão lindo que são essas coisas que eu tento lembrar para não surtar como sempre falo também. Fico pensando sempre nas coisas boas de ser mãe, ver todo esse desenvolvimento do seu filho é muito maior que todo o resto.

Seu baby já passou por alguns desse saltos de desenvolvimento? Compartilhe com a gente através das redes sociais, iremos amar saber!