Repouso na gravidez – cuidando do corpo e da mente

Hoje em dia é muito comum encontrar mulheres que possuem uma rotina corrida e produtiva. Junto com uma repentina notícia da necessidade de repouso na gravidez, podem surgir outras dúvidas e sentimentos, além dos encantos gerados nessa fase tão especial da vida da mulher e sua família.

O fascínio de descobrir uma gravidez gera expectativas e projeções de como será esse momento. A maioria das mulheres pensam em ter uma gravidez ativa e que possam aproveitar cada fase, vivendo tudo que tem direito.

Muitas práticas são adotadas no decorrer desse caminho, inclusive por orientação médica. Quando as grávidas são orientadas a fazer repouso relativo ou absoluto, geralmente são frustradas por algo que não esperavam, e isso acaba interferindo na saúde mental.

Quando o repouso é indicado na gestação

O repouso  é indicado quando há alguma doença ou condição que impeça ou limite a movimentação. Repousar é solicitado pelo médico com a intenção de ganhar tempo e evitar que o bebê nasça muito cedo, ou seja, de forma muito prematura.

Fatores que levam a indicação de repouso na gravidez.

Esses fatores podem ser diversos, mas estando dentre os principais podemos citar:

  • Ameaças de aborto
  • Falta de líquido amniótico.
  • Infecções
  • Incompetência istmo-cervical: É quando o colo uterino não tem força pra segurar o bebê dentro do útero.
  • Placenta prévia
Duração do repouso na gravidez:

Esse tempo depende de cada caso. Existem mulheres que ficam de repouso desde o momento que descobrem uma intercorrência até o final da gestação. Outras grávidas, fazem o tempo que seja preciso pra se estabilizar, confirme a orientação do seu médico.

Apoio psicológico no repouso na gravidez

Sabemos que a notícia de que é necessário fazer repouso pode assustar no primeiro momento, é normal sentirmos que algo de ruim pode acontecer, assim como o tédio e irritação por ter que ficar em casa, quando o que a mamãe queria mesmo era desfilar com seu barrigão, fazendo as coisas que mais gosta.

Por isso é sempre bom que a gestante tenha apoio durante esse período, seja de sua rede de apoio ou de um profissional qualificado.

É importante que se as emoções da mamãe não estiverem conseguindo se controlar, e ela perceba que está entrando em uma tristeza profunda, que procure orientação de um profissional.

Tipos de repouso na gestação

Seja qual for o caso da gestante, é necessário que ela se mantenha calma, sem desespero. A prática do repouso geralmente tem sucesso, se for seguido direitinho, obedecendo as recomendações médicas.

Repouso relativo: As mulheres ficam limitadas a algumas atividades que exijam esforços maiores. Muitas vezes são afastadas do trabalho e de esforços físicos intensos. Ela fica liberada pra andar um pouco, tomar banho sozinha e fazer algumas coisas simples, desde que não cometa excessos.

Repouso absoluto: Esse tipo de repouso já é mais rigoroso e exige acompanhamento médico, e em alguns casos, até mesmo internação hospitalar. Essa recomendação é restrita a poucos casos, como a pré-eclâmpsia, por exemplo.

Evitando o estresse durante o repouso na gravidez

Tudo isso que já citamos acima pode causar muito medo e insegurança. Esses sentimentos podem prejudicar a qualidade do sono, relacionamento com parceiro, alimentação e pensamentos bons.

Para evitar isso, a dica é que as pessoas da rede de apoio da gestante estejam sempre ali presentes e firmes para apoiá-la.

Algumas sugestões é que a gestante se abasteça de livros, filmes, momentos de intimidade com o parceiro, atenção ao filho mais velho (se houver) e a preparação do enxoval, chá de bebê, chá de fraldas, chá rifa, chá revelação e entre outros.

O repouso na gravidez é amparado por lei

Quando o médico prescreve o repouso, se afastar do trabalho não é uma opção, mas sim uma necessidade para segurança da saúde da mamãe e do bebê.

Nesse caso, a mamãe tem direito a auxílio doença, que pode ser solicitado em qualquer período da gestação, desde que tenha um atestado médico.

O bom é que esse afastamento é remunerado para a mamãe. A empresa em que a gestante trabalha paga os 15 primeiros dias de atestado, e depois a previdência social assume o restante dos custos (existem protocolos que devem ser cumpridos para que isso aconteça).

Vale lembrar que esse auxílio também vale para as autônomas, que tenham contribuído pelo menos 10 meses com o INSS.

O repouso na gravidez e a rotina da casa

A gestante que foi recomendada a fazer repouso, seja absoluto ou relativo será orientada a deixar de lado a parte de organizar e limpar a casa. Não é hora de faxinas, organizar armários ou promover cardápios que exijam esforço. Chegou a hora de contar com familiares, amigos ou, se a mamãe não possuir ainda, quem sabe contratar uma secretária para ajudar nas tarefas domésticas.

Organizar é a melhor opção, pois o cuidado com alimentação, ingestão de líquidos e cuidados com sinais vitais da mamãe e bebê são essenciais para o tratamento dar certo.

O repouso na gravidez e a rede de apoio

Muitas mulheres temem que o repouso acabe influenciando na privacidade do lar e invadindo sua vida, porque a partir do membro em que o repouso é recomendado pelo médico, deve começar uma organização de pessoas mais próximas a ela para ajudar.

Nós entendemos que o repouso não seja fácil para a maioria das mamães, mas também precisamos lembrar que é importante, quando solicitado pelo médico, pois é uma medida de prevenção e que influencia na sua saúde.

Dicas para tornar o repouso mais prazeroso durante a gestação

1 – Objetos ao seu alcance

Deixe as coisas que mais usa perto de você, para que não tenha a sensação de que está totalmente dependente dos outros. Isso pode incluir o celular, computador, carregadores de equipamentos eletrônicos, garrafinha de água, controle remoto, seus medicamentos e entre outros.

2 – Escolha bem a pessoa para ajudar diretamente nessa fase:

Tente dar preferência a alguém com quem tenha intimidade e se sinta confortável;

4 – Entretenimento que dá prazer:

Chegou a hora de atualizar séries, ler livros, ouvir músicas e fazer as atividades que mais te dão prazer, pois são ótimos aliados para passar o tempo;

5 – Aproveite esse tempo livre para se cuidar e se sentir bela. Pratique o autocuidado.

Certamente alguns procedimentos de beleza não serão possíveis de serem feitos, pois podem existir esforços e deslocamentos a Salões de beleza e clínicas de estéticas, mas outros podem ser executados, mesmo que a mamãe esteja em repouso absoluto e seja liberada pelo médico, como alinhar as sobrancelhas, higiene  das unhas, limpeza de pele entre outros.

6- Tire fotos

A maioria das mulheres sonham em fazer um ensaio fotográfico profissional para registrar esse momento. Com o repouso estendido, pode ser que elas fiquem na dúvida se conseguirão fazer esse momento se tornar realidade.

Registe seus momentos, independente do local e de que estágio você esteja.

Apoio do parceiro no repouso

Pode até parecer que não, mas a notícia que você terá que ficar em repouso, mexe com o psicológico de todos a seu redor.

Existe também a questão de que provavelmente o médico solicitará que a gestante suspenda as atividades sexuais que tenham penetração durante esse tempo. Isso pode trazer insegurança e baixa autoestima para a mulher. 

Exponha para seu parceiro seus medos e anseios. Fale sobre suas expectativas e o que espera dele nesse período. Manter uma comunicação saudável e de paz é essencial.

Aproveitem esse tempo junto para verem detalhes sobre o nome do bebê, enxoval e planejar o futuro da família de vocês.

As vantagens do repouso absoluto

Sem dúvidas umas das maiores vantagens desse período é poder planejar as coisas de forma mais dedicada.

Poder planejar o quartinho do bebê, definir seu nome, montar um enxoval mais assertivo, preparar as festas de comemoração de forma mais intensa pode estar entre as vantagens de ter que repousar durante a gestação. Aproveite esse tempo para se conectar nesse momento. Tente fazer tudo da forma mais leve e sadia que possa haver!

As festas comemorativas no repouso absoluto

Sem dúvidas, assim como o enxoval, exames do pré-natal e formas de se conectar com outras mães, as festas comemorativas da gestação estão cada vez mais modernas e acessíveis.

Há algum tempo atrás, provavelmente o fato da mamãe estar em repouso implicaria em não poder fazer suas festas, para seguir a recomendação médica. Hoje em dia não é bem assim, pois as listas on-line de chá de bebê, chá revelação, chá rifa e entre outros estão sendo usadas mais e mais, dia após dia. Elas trazem mais comodidade e segurança no recebimento dos presentes para a mamãe e o bebê.

Aproveite o tempo de repouso para organizar tudo direitinho. Temos certeza que isso lhe trará prazer e entretenimento nessa fase.

Nossa eterna gratidão

Nós, da Lá Vem Bebê, agradecemos cada gesto de confiança em nossa troca de experiência. Conte conosco para te ajudar em cada etapa da sua gestação.

Para mais conteúdos, nos siga no instagram e facebook