preparação para o parto

Preparação para o parto: 6 providências que você não tinha pensado

Os preparativos para a chegada do bebê não precisam começar no primeiro mês de gestação, mas também não devem ocorrer apenas no final dela. O ideal é que os pais comecem a preparação para o parto por volta da 13ª semana de gestação e que, por volta da 30ª semana, já estejam com praticamente tudo pronto. Confira algumas dicas para que tudo seja perfeito nesse momento — até os mínimos detalhes!

1. Programe a pintura do quarto

A primeira coisa a fazer é escolher o quarto do bebê ou um lugar para ele no quarto dos pais. O importante é que o ambiente seja arejado e tranquilo. Se for preciso, providencie a pintura do quarto.

Existem no mercado tintas fáceis de serem aplicadas e que deixam pouco cheiro — o que é importante se for o quarto que a gestante dorme. Se o bebê tiver um quarto próprio, pinte-o até um mês antes do parto. Como ele pode dar o ar da graça a qualquer momento a partir da 36ª semana, faça a pintura no máximo até a 32ª semana, dando preferência a cores suaves.

2. Providencie a lavagem das cortinas e roupas de cama

No quarto, opte por cortinas fáceis de serem retiradas e lavadas. Se você pretende usar protetor de berço, lembre-se de que ele deve ser lavado pelo menos uma semana antes do bebê nascer, assim como todas as roupas do enxoval. Faça o mesmo com os mosquiteiros.

 

Leia também:

 

3. Prepare a bolsa da maternidade

Na maioria das vezes, o tempo na maternidade é de dois a três dias, mas isso pode variar conforme o parto ou possíveis complicações. Algumas maternidades fornecem uma lista do que deve ser levado para o período de estadia da mãe e do bebê.

Caso a sua não ofereça, veja a seguir uma lista de sugestões, considerando três dias de permanência. Embora pareça muita coisa, lembre-se de que o bebê pode se sujar, sendo necessárias mais de duas trocas ao dia.

Para o bebê:

  • 1 conjunto para sair da maternidade – pode ser um macacão ou um conjunto tipo pagão tamanho RN ou P;
  • 3 bodies de manga comprida;
  • 3 calças compridas;
  • 3 conjuntos pagãos;
  • 3 macacões de manga comprida;
  • 3 pares de sapatinhos;
  • 3 pares de meias;
  • 3 pares de luvas;
  • 2 mantas;
  • 1 cobertor;
  • 2 cueiros;
  • 3 toalhas de boca;
  • 1 pacote de fraldas descartáveis tamanho RN ou P;

Para a mamãe:

  • Cartão de gestante;
  • 4 trocas de roupa, sendo uma para o dia da saída da maternidade;
  • 2 pijamas ou camisolas, de preferência com botão na frente para facilitar a amamentação;
  • 5 calcinhas de algodão: prefira os modelos maiores e mais confortáveis;
  • 3 sutiãs para amamentação;
  • 3 pares de meias;
  • 1 par de chinelos de borracha;
  • 1 par de chinelos de tecido / pantufa;
  • 1 sapato ou sandália para a saída da maternidade;
  • Produtos de higiene pessoal: absorventes higiênicos, absorventes para os seios, xampu, condicionador, sabonete, escova de dente e creme dental;

É importante que a bolsa com todos esses itens já esteja pronta quando o trabalho de parto começar. Imagine se tiver que pensar em tudo isso na hora H? Tente deixar tudo preparado por volta da 32ª semana.

4. Providencie a limpeza da casa

Nos dias que antecedem a chegada do bebê, especialmente para os pais de primeira viagem, a casa já não é mais a mesma de nove meses atrás. Providencie alguém para limpar a casa no período em que estiver na maternidade.

É importante que o bebê seja recebido em um ambiente limpo e tranquilo e que a mãe não precise se preocupar com isso nos primeiros dias depois do parto. Em geral, avós, tias, amigas e até vizinhas adoram ajudar!

5. Estude os sinais do trabalho de parto

Para que o parto natural ocorra são necessárias três condições: contrações uterinas, dilatação do colo do útero e a progressão da cabeça do bebê pelo canal da vagina. Caso alguma dessas condições não seja verificada ou se mostre insuficiente para o bebê nascer, é possível que o médico opte pela cesárea.

De qualquer maneira, a mamãe precisa aprender a interpretar os sinais para tomar decisões com calma e agilidade assim que a hora chegar.

São sinais do trabalho de parto:

  • Sensação de compressão no baixo ventre e endurecimento do abdome;
  • Perda do tampão mucoso – de aspecto gelatinoso, pode sair da vagina dias antes do parto;
  • Contrações uterinas – no início, podem ocorrer em intervalos irregulares; quando se tornam regulares, a cada 5 a 10 minutos, é hora de ir para a maternidade;
  • Rompimento da bolsa e vazamento do líquido amniótico;
  • Dilatação do colo uterino.

Nem todas as mulheres apresentam todos os sinais. Pode acontecer, por exemplo, de apenas a bolsa romper e o líquido amniótico vazar, sem haver contrações. De qualquer modo, fique atenta aos sinais e, em caso de dúvida, corra para a maternidade!

6. Combine a participação do papai

A presença do pai no momento do parto pode ajudar muito a mamãe, tanto no aspecto psicológico quanto físico, em especial no caso de parto normal: o pai poderá dar a mão à mãe nos momentos das contrações mais intensas, massagear seu abdome e ajudá-la a seguir as orientações que estão sendo dadas pelo médico ou enfermeiro. Ao conversar com a mulher durante o parto, vai ainda lhe transmitir coragem e conforto emocional.

No entanto, muitas vezes os pais não sabem como proceder e até que ponto podem ajudar. Estimule-os a fazerem parte da preparação para o parto entendendo o papel emocional e prático que eles podem assumir durante esse processo.

Gostou das dicas sobre preparação para o parto? Siga nossa página no Facebook e fique por dentro de outros conselhos valiosos!