Pele e pelos na gravidez

Pele e pelos na gravidez, o que fazer?

A gravidez mal começou e o seu corpo já está todo diferente? Os hormônios estão todos malucos? Quando a gravidez chega, muita coisa muda, inclusive o nosso corpo. Pelos e pele costumam ficar diferentes do que sempre foram. Algumas mulheres costumam ter mais pelos, e eles acabam surgindo até na barriga! Neste artigo você encontrará tudo sobre os cuidados necessários com a pele e pelos durante a gravidez!

O que muda na pele?

Com a gravidez, a vida da mulher muda muito e o seu corpo também. A pele começa a criar algumas manchinhas inesperadas e algumas estrias aparecem. Isso tudo é resultado de uma alteração nos hormônios, principalmente a progesterona, como explica a doutora Flávia Addor, diretora da Sociedade Brasileira de Dermatologia:  “O aumento dos hormônios femininos, em particular a progesterona, influencia indiretamente os hormônios reguladores da síntese da melanina (pigmentação da pele) e a síntese de colágeno (distensão da pele), predispondo o aparecimento de estrias e manchas”. Mas não se preocupe, aqui estão alguns cuidados e tratamentos para pele.

Prevenindo manchas na pele

A prevenção das manchas é feita principalmente com o protetor solar. Ele deve ter um Fator de Proteção Solar (FPS) alto e ser aplicado duas vezes ao dia e se exposta diretamente ao sol, reaplicado de duas em duas horas. Deve-se evitar o sol das 10 até 16 horas, fora deste período é bom tomar um pouco de banho de sol para a ativação da vitamina D. O chapéu é um ótimo acessório para a proteção dos intensos raios solares, e por que não um óculos escuro também? Produtos com vitamina C também são ótimos se tratando de cuidado com a pele.

Prevenindo as estrias

A melhor forma de prevenção às estria é hidratando muito bem a pele e uma alimentação saudável, que leva a um crescimento adequado da barriga de grávida. O acompanhamento de um nutricionista é muito bem vindo. Já em relação ao hidratação, existem alguns hidratantes especialmente feitos para grávidas. A aplicação da hidratação deve ser feita duas vezes ao dia, sendo uma delas após o banho.

O Blog Saúde com Beleza ressalta que produtos cosméticos que contenham cânfora são proibidos para mulheres grávidas, por conta do alto poder de absorção, o produto pode atravessar a placenta. E ainda lembram que a ureia e retinol, dentre outras substâncias, são contraindicadas para gestantes.

O que muda com os pelos?

O mesmo hormônio (a progesterona) que faz com que indiretamente influencia na criação de novas manchinhas, faz com que o cabelo da mulher caia menos e fique mais volumoso. Ao passo que o aumento do hormônio masculino no corpo feminino estimula o aparecimento e o rápido crescimento de pelos pelo corpo. Para o alívio de muitas mulheres, essas alterações todas são temporárias e após o parto, tendem a voltar ao normal. Mas caso estes pelos te incomodem muito, a depilação é o melhor caminho. No entanto, por causa da baixa imunidade do corpo da gestante, é importante ter muitos cuidados durante o procedimento. Aqui está uma lista dos métodos mais comuns e os cuidados necessários durante a execução de cada um.

Cera quente

Por ser um dos métodos mais eficazes e rápidos, muitas gestantes optam pela cera quente. O resultado de uma pele sem pelos costuma durar cerca de 30 dias. Porém, usar a cera só é uma boa opção caso a mulher não se sinta incomodada com a dor. Pois, deve-se evitar estresses durante a gravidez, já que a imunidade está baixa. E na hora da retirada da cera, a esteticista deve ser muito cuidadosa para não criar edemas nem deixar a pele da gestante flácida.

Lâmina

O procedimento menos doloroso, mas também o que tem o resultado menos duradouro. Pois a lâmina corta apenas a parte exterior do pelo. Para a utilização da lâmina, alguns cuidados são imprescindíveis:

  • Mãos lavas e limpas na hora da depilação
  • Utilização de lâminas descartáveis
  • Toalhas limpas para a secagem da pele
  • Hidratação ao finalizar a depilação

A utilização da lâmina propicia também a foliculite, que é a inflamação dos folículos pilosos. Portanto, caso alguma inflamação seja notada é importante tratá-la, já que a imunidade da gestante é baixa.

Laser

Apesar dos raios de laser serem superficiais, afetando apenas a epiderme (camada mais superficial da pele) não existe nenhum estudo que comprove a segurança do bebê. Por isso, este tipo de depilação não é muito indicado. A depilação a laser tem muita relação com a melanina do corpo e por isso acaba estimulando a produção de machas também.

Cremes depilatórios

Por ser um produto que dissolve os pelos por reação química, é muito contraindicado para mulheres grávidas. Por ser um produto de manuseio fácil e ter um resultado parecido com o das lâminas este produto faz muito sucesso. Porém não é recomendável para gestantes por conta da química presente.

Pele e pelos são para dermatologistas

Por fim, é importante ressaltar que o melhor profissional para o cuidado com estas partes do corpo é o dermatologista.Mas como encontrar um bom dermatologista? A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) tem um conteúdo bem informativo sobre o assunto. Em resumo é importante certificar-se se o profissional em questão possui um RQE (Registro de Qualificação de Especialista), lembrando que uma pós-graduação lato sensu tem o reconhecimento do MEC para fins acadêmicos e não habilitam um médico a atender na especialidade de dermatologia. Em caso de duvida, a  SBD recomenda que se faça a busca pelo nome do profissional no site do Conselho Federal de Medicina (CFM). Consultar alguém não certificado leva ao risco de agravamento ou danificação da saúde dermatológica, portanto, muita atenção ao escolher o profissional que irá te acompanhar.

Gostou deste artigo? Clique aqui para mais textos como esse.

Tem alguma amiga que está tendo este tipo de dificuldade? Compartilha com ela este artigo! Você também passou por problemas dermatológicos na gravidez? Comente aqui e nos conte a sua experiência! Você pode ajudar alguém que está vivendo as mesmas dificuldades que você.

Loja Lá Vem Bebê

Logo Lá Vem Bebê