7 dicas para fazer uma decoração de chá de bebê perfeita!

decoração de chá de bebê

Está chegando a hora de conhecer seu filho pessoalmente, e para isso a tão esperada festa de chá de bebê pode te ajudar com os preparativos para recebê-lo.

O chá de bebê é um momento especial para a mamãe, pois nele ela encontra a família e amigos, além de comemorar os meses em que carregou o baby. Deixá-lo aconchegante e com a carinha dos pais é fundamental. Um tema arrasador, um convite diferente, lembrancinhas que serão guardadas com carinho pelos convidados e uma mesa de doces encantadora é o sonho de toda mamãe, além de fazer toda a diferença no sucesso da festa.

Para ter uma festa de chá de bebê perfeita, a decoração precisa estar do jeitinho que você sempre sonhou. Afinal esse é um assunto sério que reflete muito sobre a maternidade e será lembrado para sempre pelos pais, seja por meio de fotos ou em lembranças guardadas na memória.

Para facilitar a organização da sua festa, separamos 7 dicas que irão te ajudar a ter a decoração de chá de bebê ideal. Detalhando itens essenciais e ensinando truques mega úteis para serem usados no dia!

Ver Artigo completo

4 dicas para escolher o carrinho de bebê ideal

como escolher o carrinho de bebê

Nesse post você irá ler sobre:

  • Como escolher um carrinho de acordo com sua necessidade
  • Fatores para considerar na hora da escolha
  • Quais são os principais tipos de carrinhos, e suas características

Se tem um item que ajuda as mães e que deve ser bem pensado na hora de comprar, esse item é o carrinho de bebê. Tudo vai depender do tempo que a mãe pretende usar o carrinho, a finalidade e situação, já que existem diversas marcas, para todos os tamanhos, gostos e bolsos.

Para te ajudar nessa fase, separamos algumas das perguntas mais frequentes nesta questão e ajudamos a respondê-las!

1. Qual a sua necessidade?

Se você está grávida ou tem um recém-nascido em casa, precisará de um carrinho que recline bem, quase deitando completamente, pois os recém-nascidos ainda não têm força para se manter ereto no carrinho.

Você e o futuro papai precisam pensar por quanto tempo querem ter o carrinho, qual a funcionalidade e se pretendem ter mais filhos. Isso ajudará a encontrar o carrinho perfeito!

2. Ter um ou dois carrinhos?

Algumas famílias investem em um carrinho mais robusto e completo para usar por mais tempo, até os 3 anos da criança. Esse carrinho terá um custo maior, mas irá durar mais tempo com a família.

Outra opção bastante viável é ter um carrinho para uso nos primeiros meses e depois um outro, mais leve, simples e portátil, para quando a criança já puder sentar e estiver maiorzinha.

3. O que devo levar em conta na hora da escolha?

  • Cabe no porta-malas do seu carro? Essa é uma questão importante, já que a mãe vai levar a criança pra cima e pra baixo, e o carrinho é seu grande aliado.
  • Cinto de segurança de cinco pontos.
  • Peso: verifique a indicação de cada carrinho e o máximo de peso que acomoda.
  • Trava de segurança.
  • Freios.
  • Tem o selo de qualidade?
  • Até que idade ou peso o carrinho suporta? Verifique o manual do carrinho e tire essas dúvidas.

4. Quais os tipos de carrinho que existem e para que servem?

Carrinho de passeio, tipo guarda-chuva

Esse tipo de carrinho é mais leve, mais barato e menos durável e costumam ser dobráveis e portáteis. Indicados para levar em viagens, poisa cabem sem problemas no compartimento de bagagens do avião. Também cabem no porta-malas do carro.

Mas a facilidade acaba pesando no conforto. Esses carrinhos não são tão confortáveis para a criança e se os pais forem fazer um passeio mais longo não é tão indicado.

Atenção: verifique a reclinagem do carrinho – se ele reclinar totalmente pode ser usado com recém-nascidos, se não você poderá usar no seu filho depois do quarto mês. Verifique também se a parte de cima do carrinho fecha, pois será importante para proteger seu filho do sol.

Tradicional 

 Os carrinhos tradicionais apresentam ampla gama de modelos, valores e funcionalidades. Em geral possuem uma base sólida, de metal, as rodas duram mais, o espaço para o bebê é maior e mais confortável. Podem ou não possuir lugar para guardar os objetos.

Há alguns modelos com rodas maiores e até com três ou quatro rodinhas. Você deverá ver o que fica mais confortável.

Carrinhos com reclinação total podem ser usados de recém-nascidos até 3 anos de idade.

É importante abrir e fechar o carrinho diversas vezes para ver se será realmente fácil pôr no carro e tirar, além de verificar o peso, pois você vai ter que fazer isso milhares de vezes ao longo dos próximos anos.

Bebê-conforto

Alguns modelos de carrinho tradicionais são vendidos com o bebê-conforto, que funciona como uma cadeirinha do carro para bebês de até 9kg. É um item muito bom porque o bebê-conforto se encaixa no carrinho e no carro.

Carrinho de 3 rodas para Cooper

Esse tipo de carrinho possui uma base mais leve e é preparado para absorver impacto, por isso suas todas são maiores e o carrinho possui freio. Diante disso, esse modelo permite que os pais façam cooper levando o filho sem preocupação.
Este carrinho é indicado para bebês com mais de 6 meses, e os pais devem usar o cinto de segurança sempre! Os freios dão maior controle para o pai e a mãe passearem. Mas verifique se o modelo é feito para cooper, pois alguns carrinhos possuem três rodas mas não suportam corridas.

Atenção: só corra com o seu bebê em uma pista lisa ou calçadão. Calçadas da cidade podem oferecer risco a você e seu filho pois na maioria das vezes são esburacadas. O carrinho de cooper é maior que um normal, mas deve ser dobrável com facilidade.

Carrinho duplo

O carrinho duplo é uma ótima opção para quem espera gêmeos ou terá o segundo filho com pouca diferença de tempo do primeiro. A maior vantagem dele é que permite sair com dois bebês ao mesmo tempo. Famílias com trigêmeos podem optar por um carrinho duplo e um simples.

A montagem do carrinho pode ser um de frente e outro de costas, trenzinho ou lado a lado. Basta a mãe escolher a melhor maneira de levar as crianças.

Da mesma maneira que os carrinhos tradicionais, se os assentos se reclinam eles podem ser utilizados de recém-nascidos até que seus filhos tenham 3 anos.

O teste do porta-malas com o carrinho é fundamental para ver se cabe no carro. Esse modelo costuma ser bem mais pesado e volumoso.

Atenção: verifique se o carrinho duplo passa em todos os cômodos de sua casa e em locais que costuma frequentar, como casa dos avós, restaurantes, primos, entre outros.

Ver Artigo completo

O que é e como funciona a TPM

sintomas de TPM

Nesse post você irá ler sobre:

  • Porque ocorre a TPM
  • Quais são seus sintomas
  • Como aliviá-la

Conhecida também como síndrome pré-menstrual, a famosa e temida TPM é o período que precede a menstruação. Nesta fase, há alterações hormonais que podem interferir no psicológico da mulher e até causar alguns sintomas corporais.

Ver Artigo completo

10 causas para a menstruação atrasada

menstruação atrasada

Nesse post você irá ler sobre:

  • Até quantos dias é normal a menstruação atrasar
  • Quais são os 10 principais causadores disso

E agora, a menstruação atrasou! Será que estou grávida? Dúvidas como estas são frequentes para a maioria das mulheres, mas em alguns casos pode não ser gravidez.

Até quantos dias é normal o atraso da menstruação?

O ciclo regular de uma mulher é considerado o de 28 dias, mas ele pode variar entre 25 e 30 dias, sendo mais longo ou mais curto. Ou seja, para uma mulher com ciclo normal, a cada 28 dias, se ela não teve o óvulo fecundado, deve menstruar.

Como a menstruação é regulada por hormônios, um atraso de até 10 dias é considerado normal, desde que não ocorra com frequência, já que vários fatores influenciam no ciclo, como estresse, alimentação, entre outros.

Veja as 10 causas principais para o atraso da menstruação.


Ver Artigo completo

O que é e como age o hCG no corpo da mulher

hcg hormônio de gravidez

 


Nesse post você vai ler sobre:

  • O que o hCG faz no organismo
  • Quais são os sintomas do hormônio no corpo
  • E terá acesso a um guia completo sobre a gravidez, semana a semana

O hCG é um hormônio produzida pelo corpo da mulher exclusivamente quando existe uma gravidez. Ele é chamado gonadotrofina coriónica humana.

É por meio deste hormônio que se detecta os primeiros sintomas de gravidez e se encaminha para exames de urina e sangue, pois ele é produzido pelo embrião, e posteriormente pelas células que formam a placenta.

Ele tem a função de produzir progesterona no corpo da mulher, hormônio indispensável em toda a gravidez.

O teste de gravidez de sangue ou urina detecta se há presença de hCG.
– quando há detecção de HCG, significa que a mulher está grávida (resultado positivo);
– quando não há detecção de HCG, significa que a mulher não está grávida (resultado negativo).

O que esse hormônio faz no organismo?

como age o hcg

O hCG é um hormônio que irá sinalizar ao hipotálamo – uma região do cérebro responsável pelo metabolismo – que seu corpo precisa de reservas de gordura. Na gravidez isso é fundamental, pois o corpo fornece nutrientes para a placenta, o que faz com que a energia seja transferida para o feto.

Além disso, esse hormônio é responsável pela produção de estrogênio e progesterona pelo ovário, mantendo o corpo lúteo durante o primeiro trimestre de gravidez, que irá inibir a menstruação e nova ovulação.

Sintomas do hCG no corpo

hormonio hcg gravidez

Grande parte dos sintomas da gravidez são causados por esse hormônio, como:

  • Desconforto abdominal

O útero e os músculos abdominais se expandem com o progresso da gravidez. Isso causa uma sensação dolorida de tração e de alongamento. A mulher também pode sentir uma cólica chata, dolorida ou sentir puxões no útero, bem como uma sensação de beliscão no colo.

  • Mudança nos seios

Durante as primeiras semanas de gravidez, os seios passam por uma série de mudanças que se preparam para eventualmente nutrir o bebê.

É possível notar um inchaço, que deixa as veias azuis mais perceptíveis, e as auréolas escuras. Os mamilos começam a ficar doloridos e sensíveis ao toque, e podem coçar.

  • Náusea e vômito

Náuseas e/ou vômitos são um sinal comum que indicam o aumento dos níveis de hCG no corpo e de que há um processo de gravidez em andamento.Embora muitas vezes referida como “enjoo matinal”, a náusea associada à gravidez pode ocorrer a qualquer hora do dia ou da noite.

Para aliviar essa condição, faça refeições pequenas e frequentes durante todo o dia. Se as náuseas forem piores pela manhã, sente-se na cama antes de levantar, coma algum alimento rico em carboidrato, como biscoito de água e sal, e só depois tente sair da cama.

  • Fadiga

À medida que os níveis do hormônio hCG aumentam, a fadiga também aumenta. Em torno da terceira ou quarta semana de gravidez, a mulher já notará uma esmagadora sensação de fadiga e cansaço extremo. Tente tirar um cochilo de tarde e durma bem à noite. O sentimento de fadiga deve passar logo após o começo do segundo trimestre, onde a grávida começa a sentir uma súbita explosão de energia.

  • Tontura e vertigens

As tonturas e as vertigens são comuns no início do primeiro trimestre, visto que nesse período a mulher já está fornecendo nutrientes para o bebê. A tontura aumenta se a grávida não comer o suficiente, por isso, não deixe comer com frequência durante todo o dia, especialmente quando sentir tonturas ou vertigens.

Ver Artigo completo

10 primeiros sintomas de gravidez

Está enjoada, cansada, com cólica e mal estar? Descubra os 10 primeiros sintomas de gravidez e já comece a preparar a sua vida para a chegada dos pequenos!