teste de gravidez positivo

Meu teste de gravidez deu positivo. E agora?

Em um primeiro momento, uma enxurrada de emoções acontece ao receber a notícia de uma gestação, por meio de um teste de gravidez positivo, inclusive naqueles casos em que a gravidez foi planejada em mínimos detalhes. A chegada de um bebê é sempre uma surpresa e pode causar reações diversas não só nas mães, mas também nos companheiros e em toda a família. A melhor forma de lidar com a novidade é tentar controlar as emoções e curtir os meses que vêm pela frente.

É importante ter em mente que, a partir desse momento, sua vida vai mudar completamente de forma positiva. Para que a situação se mantenha em ordem, é preciso alinhar tudo o que deve ser preparado para a chegada do bebê. O segredo está em manter a calma para agir de modo confiante e otimista.

Depois da receber a notícia, é importante relaxar e já ir pensando no rumo mais apropriado para seguir com os próximos passos. Compartilhar a novidade com os familiares que estão no seu ciclo social e que são de confiança é uma ótima opção para começar. 

Após a mistura de sentimentos envolvidos na hora da descoberta, chegou o grande momento de começar a se preparar para a imersão no universo da maternidade!

Contar para a família, primeiros exames, preocupação com a saúde do bebê, a escolha do médico, a aparição dos primeiros sintomas. Essas e outras questões são comuns de serem questionadas. Para saber mais sobre os passos iniciais após o teste de gravidez positivo, acompanhe até o final do artigo.

Contar para a família

Muito se fala sobre aguardar até o final do primeiro trimestre gestação para poder contar a novidade para família. Os médicos orientam as pacientes de seguir essa instrução pois é comum acontecer abortos espontâneos logo nas primeiras semanas. E, com o passar das semanas, a mulher têm menos chances de perder o bebê.

Às vezes, depois de uma resposta de um teste de gravidez positivo, é preciso de um conforto humano. Escolha quem está no seu convívio e que seja de confiança para compartilhar esse momento especial e delicado com você.

Assim, contar, em primeiro instante, para pessoas próximas, pode parecer reconfortante, visto que torna-se complicado guardar a novidade da gravidez por muito tempo. 

Descoberta dos sintomas iniciais

O principal e o mais enfático sintoma de gravidez é o atraso menstrual. Além disso, é muito comum, logo nas primeiras semanas, os enjoos e vômitos.Os hormônios liberados durante o começo da gravidez ainda não estão estabilizados, e isso faz com que o organismo esteja em constante mudança.

Mal-estar no estômago, sonolência, inchaço das mamas, manchas da pele,aumento da produção de saliva e cólicas também entram na lista. 

Escolher o médico

Logo após o atraso menstrual e o teste positivo de gravidez, é essencial que a mulher agende um horário com um profissional para fazer o seu acompanhamento. Dessa forma, torna-se viável já iniciar o pré-natal.

O médico ideal para atender a paciente que está gestante é aquele especializado em obstetrícia. Lembre-se de uma questão: é essencial se sentir confortável com o médico que irá fazer o acompanhamento de sua gestação.

Pode ter certeza que a agenda de uma mulher grávida é repleta de compromissos médicos. Consultas, avaliações físicas, inúmeros exames em clínicas e laboratórios compõem o cenário durante os nove meses de gestação.

De acordo com recomendação feita pelo Ministério da Saúde, uma mulher grávida deve ir visitar o médico, pelo menos, seis vezes antes do nascimento do bebê. Por outro lado, alguns especialistas preferem fazer um acompanhamento de modo mais participativo. Por meio de uma frequência maior aos consultório, torna-se possível ter uma relação mais próxima com o profissional, de modo a criar um vínculo de confiança e afinidade.

Fazer os primeiros exames

É muito recorrente a gravidez ser descoberta por um teste de gravidez de farmácia. Logo após o atraso menstrual, diversos testes rápidos asseguram a veracidade da informação e são muito confiáveis. Com apenas algumas gotas de urina, é possível ter o resultado em mãos.

São raros os casos em que testes de gravidez, aqueles vendidos em farmácias, alertam para um sinal falso positivo. Porém, por vezes, isso pode acontecer caso a gravidez esteja em seus primeiros dias, ou até mesmo pela mulher estar fazendo o uso de medicamentos para fertilidade, que são compostos por hCG. Outra alternativa possível, que pode variar o resultado, é por meio de uma condição médica excepcional, em que o organismo produz hCG.

Para entender melhor como funcionam os exames primários de gravidez, é importante deixar claro que uma série de hormônios vão começar a ser produzidos em larga escala em seu corpo. Ou seja, irão ocorrer inúmeras modificação no metabolismo. Diversas mudanças serão notadas ao longo de todos os meses de desenvolvimento do feto, até mesmo durante a fase do parto e pós-parto.

Beta hCG

Com o intuito de identificar mais precisamente a gravidez, é fundamental fazer o exame de sangue conhecido por Beta hCG. Ele é mais sensível do que os testes de farmácia e pode, até mesmo, detectar a gestação antes do atraso menstrual. Além disso, ele pode também mostrar os níveis do hormônio presente no sangue, que podem ser analisados por meio de uma avaliação médica.

Vale destacar que o hormônio hCG, gonadotrofina coriônica humana, é produzido pela mulher, na maior parte dos casos, quando é detectada uma gravidez a caminho. Ele pode ser identificado logo no começo, antes mesmo do atraso menstrual. A sua função é de não deixar com que a camada do endométrio se desfaça e, dessa forma, manter a gestação.

Após a confirmação da gravidez, a gestante será encaminhada para fazer os primeiros exames de pré-natal. Veja quais são eles e quais são as suas funcionalidades:

  • Sangue: para identificar o tipo de sangue da mãe, dosar hormônios da tireoide, detectar possíveis infecções (como sífilis, HIV, hepatite A, B e C), definir se a gravidez será ou não de risco, verificar se a gestante tem anemia. O exame deve ser realizado a cada três meses, mas pode ser solicitado pelo médico em casos excepcionais;
  • Urina: para detectar uma eventual infecção de urina e a presença de proteínasque podem demonstrar tendências a desenvolver pré-eclâmpsia. O exame é também é fundamental para gestantes com diabetes;
  • Fezes: para investigar a presença de parasitas que possam estar presentes no intestinoque podem provocar a anemia, por exemplo.

Semana de gestação: entre a 5ª e a 8ª 

Entre a 5ª e a 8ª semana de gravidez, é recomendado fazer o exame de Ultrassonografia Intravaginal. O procedimento permite visualizar o saco gestacional. Tal fator possibilita a contagem precisa do tempo de gestação e a data provável do parto. Realizado normalmente depois da sexta semana, torna-se possível ouvir o batimento do coração do bebê.

Semana de gestação: entre a 11ª e a 14ª

O exame de Ultrassonografia da Translucência Nucal é comum ser realizado entre a 11ª e a 14ª semana. O seu procedimento envolve fazer uma medição em relação à espessura de um fluido presente na nuca do feto. Por meio desse exame, é possível identificar alguma malformação, anomalia ou síndrome, como por exemplo a síndrome de Down. Entre outras finalidades estão: medir o bebê, analisar os ductos venosos e atestar a sua vitalidade.

Semana de gestação: entre a 20ª e a 22ª

A partir da 20ª semana de gestação, torna-se possível realizar um exame chamado Ultrassonografia Morfológica. O seu principal objetivo é medir o feto, estimar o seu peso e analisar os órgãos. É possível também descobrir o sexo. Caso o aparelho for de tecnologia 3D ou 4D, os traços da face e o formato do corpo são visíveis.

Para concluir…

A gestação é uma fase única para a mulher e, quando bem orientada, pode repercutir em sensações agradáveis. Tanto aquelas programadas minuciosamente, como aquelas surpresas, podem ser precursora de um turbilhão de emoções. Felicidade, ansiedade, alegria, choro ou até mesmo todas essas sensações podem acontecer juntas. 

A grande chave para lidar com a situação é tentar controlar todas as emoções. Desse modo, você consiga dar os próximos passos. Após alguns dias da grande notícia, ter um tempo para reflexão é ideal para absorver a novidade.

Fazer os exames iniciais, contar para a família, escolher o médico para fazer o acompanhamento da gestação, ter conhecimento sobre a saúde do bebê e estar atenta aos primeiros sintomas. Essas ações são as preliminares após o descobrimento da gravidez. Agora que você já sabe como dar os próximos passos após receber a grande notícia, chegou a hora de se preparar e estar em alerta. Boa sorte!

Nessa fase, é essencial começar a se organizar para a chegada do bebê. Uma boa dica é começar a fazer uma lista de itens primordiais. 

Logo Lá Vem Bebê