gêmeos idênticos

5 providências para lidar bem com a gravidez de gêmeos

O médico dá a notícia: há mais de um bebê a caminho. A emoção, que já era grande, começa a transbordar. “Será que eu vou dar conta?” — a pergunta não quer calar na mente da futura mamãe. É claro que a gravidez de gêmeos pede cuidados especiais, mas você não tem motivos para ficar preocupada se seguir as recomendações médicas à risca. Confira 5 dicas que vão ajudar você a viver essa incrível jornada!

1. Reforçar o pré-natal

Mesmo as mulheres com boas condições de saúde precisam adotar cuidados extras na gravidez de gêmeos, para proteger a si mesma e aos bebês. As consultas de pré-natal devem ser quinzenais, diferentemente da gravidez normal, que pede consultas mensais. A partir do terceiro trimestre de gestação, é recomendável que a mamãe visite o médico toda semana.

O objetivo dessa rotina é acompanhar passo a passo o desenvolvimento dos bebês, já que a gravidez de gêmeos é considerada de risco — especialmente quando eles compartilham a mesma placenta. As chances de aborto espontâneo, parto prematuro, diabetes gestacional e pré-eclâmpsia são maiores, portanto, todo cuidado é pouco!

Também é possível que o obstetra solicite uma maior quantidade de exames pré-natais, como diferentes tipos de ultrassom, urina e sangue, por exemplo. Nesse sentido, a administradora Nessandra Marques, mamãe do Enzo e do Arthur, recomenda preparar o bolso: “Se não for atendida pelo SUS, na gravidez de gêmeos toda despesa é dobrada, pois são dois bebês para examinar. Até um ultrassom tive que pagar em dobro”, conta.

2. Gravidez de gêmeos pede o máximo de repouso possível

Se a gestação normal já exige um grande esforço de adaptação do corpo da mulher, a gravidez de gêmeos demanda ainda mais energia. A mamãe precisa ficar em repouso o máximo de tempo possível.

“Meu obstetra me recomendou não fazer nenhum esforço e ficar praticamente todo o dia deitada, com as pernas para cima”, conta a jovem Micheli Brandão, que teve gêmeos há três anos. Embora ela não tenha seguido a instrução à risca, os bebês nasceram fortes e saudáveis, com 8 meses e 15 dias. “Eu até lavava meu piso ajoelhada, pois nunca gostei de depender de ninguém. Se eu tivesse feito repouso, acho que chegaria aos nove meses”, acredita.

Como cada organismo reage de uma forma, Nessandra teve um pouco mais de trabalho. “Eu trabalhei só até 28 semanas para evitar um nascimento prematuro e não fazia nenhum serviço doméstico. Ainda assim, tive meus bebês com 34 semanas”, conta, lembrando que os filhos ainda tiveram que ficar na UTI por 8 dias.

Mamãe Nessandra com 33 semanas do Enzo e do Arthur, pouco antes de dar à luz.

O esperado é que gêmeos nasçam entre a 36° e 37° semana. Já prematuros que nascem antes da 34° semana pedem cuidados especiais, pois há risco de baixo peso, malformações cardiovasculares e respiratórias. Para evitar esses problemas, é comum que os obstetras receitem medicamentos especiais e repouso absoluto a partir da 28° semana.

Os gêmeos Enzo e Arthur com 3 meses de vida.
Leia mais:

 

3. Cuidar da alimentação

Os cuidados com a alimentação na gravidez de gêmeos também devem ser redobrados, pois a tendência em ganhar peso é maior. Na gestação normal, o ganho de peso esperado é entre 8 e 12 kg; já na de gêmeos, a expectativa é de 14 a 18kg.

“Sempre que possível fazia uma atividade física leve, como caminhada, e cuidava da alimentação: não tomava refrigerante, bebia muita água, comia frutas, evitava gorduras, açúcares, sal. Por isso, não tive pressão alta e diabetes, mas mesmo assim engordei 24kg”, conta Nessandra.

O descontrole com a alimentação não causa apenas problemas estéticos, mas reforça os riscos de problemas como diabetes gestacional e pré-eclâmpsia – que já são altos na gravidez de gêmeos.

Outro problema comum é a anemia, sobretudo a partir do 5° mês, quando o sistema circulatório dos bebês exige mais sangue. Nesse momento, vale a pena reforçar o consumo de alimentos ricos em ferro, como carne vermelha e vegetais verde-escuros, por exemplo.

4. Preparar-se para o desconforto dobrado

A jovem Caroline Pereira foi premiada com trigêmeos e começou a sentir um grande desconforto antes mesmo de receber a notícia. “No começo da gestação eu passava muito mal, tinha muitos enjoos, vomitava, desmaiava e às vezes até chorava de desespero porque mal conseguia ficar em pé. Achava estranho, pois nunca tinha visto uma grávida assim”, lembra Caroline.

O ultrassom da Caroline: três placentas e três novas vidas a caminho!

No dia 24 de outubro de 2017, ela acordou com dores e resolveu ir ao obstetra fazer um ultrassom, quando veio a surpresa. “Os médicos falam que eu vou sentir três vezes mais o que uma grávida comum sente. Tenho muita dor nas costas e nas pernas, câimbra e falta de ar”, conta Caroline. Esses problemas são esperados, porque além do peso de três bebês em três placentas diferentes, a compressão dos órgãos internos acontece de forma mais acentuada.

Outra queixa recorrente na gravidez de gêmeos é a dificuldade para dormir devido ao desconforto para se deitar, virar e se levantar. Eloíza Santos, mamãe dos gêmeos Luiz Felipe e Luiz Carlos, já tinha um filho e sentiu uma grande diferença entre as duas gestações. “O peso da barriga era muito grande. Meu marido tinha que me ajudar nos movimentos e eu me cansava muito por fazer qualquer pequeno esforço”, relata Eloíza.

Luiz Felipe e Luiz Carlos, os gêmeos da Eloíza

Para amenizar esses problemas, vale reforçar a dica: repouso, repouso e mais repouso. Descanse bastante e guarde as energias para quando seus pequenos chegarem!

5. Confiar em si mesma

Mesmo compreendendo a gravidez de gêmeos como um presente, haverá momentos em que as preocupações vão abalar sua confiança. Afinal, não é fácil assimilar uma mudança e uma responsabilidade tão grande. Quando isso acontecer, acolha o sentimento e, em seguida, retome a esperança de que tudo dará certo. Lembre-se que a gravidez de gêmeos é uma dádiva e você foi escolhida justamente por ser capaz.

Gostou desse conteúdo? Siga a nossa página no Facebook e receba mais dicas para uma gestação ainda mais saudável, tranquila e feliz!

5 providências para lidar bem com a gravidez de gêmeos
Avalie este post