Segurança com fotos de crianças

Fotos de crianças nas redes sociais é bom?

Todos os dias as crianças aprendem algo novo. Somos consumidos pela fofura destas pequenas grandes conquistas a tal ponto que a tentação de publicar nas nossas redes sociais sobre é enorme. Mas será que estamos tomando o devido cuidado com a imagem dos nossos filhos? Vivemos em uma era em que temos uma identidade no mundo offline e outra no mundo online. As crianças também fazem parte de toda esta integração online. Como então ter uma vida digital saudável e segura, tanto para mim quanto para meu filho? Neste artigo você encontrará tudo sobre a segurança digital e como compartilhar vídeos e fotos das suas crianças sem os colocar em risco.

Benefícios das redes sociais

Um dos maiores ganhos que a sociedade teve com a invenção da internet e das redes sociais foi o de aproximar pessoas fisicamente distantes. Antes da internet, era difícil acompanhar o crescimento daquele netinho que mora longe ou do filho daquela sua prima que mora do outro lado do mundo. Mas hoje, graças a essa tecnologia maravilhosa, podemos ver, quase que diariamente, como as crianças estão crescendo e amadurecendo e até fazer um chá de bebê online! Mas será que esse novo meio de comunicação é completamente seguro?

Por que ter cuidado com fotos de crianças?

A internet ocupa grande parte do nosso dia, tanto que o texto que você está lendo está nela. Mas existe um grande problema; não conseguimos ver quem está do outro lado da tela consumindo o material que publicamos. E é exatamente aí que moram os perigos. A internet, o computador, tablet e celular nos passam uma falsa ideia de anonimato. Essa ideia porém, é falsa. A internet e principalmente as redes sociais são como praças públicas, praças estas com o tamanho do mundo! Por esta razão, devemos tomar algumas medidas preventivas.

Como aumentar a segurança e privacidade nas fotos das crianças

Listamos aqui algumas medidas básicas e simples de cuidado na internet:

  • Configurações de privacidade: Muita gente não sabe, mas podemos configurar quem pode ou não ver as nossas publicações nas redes sociais. Basta você ir nas configurações do seu perfil e configurá-lo para apenas amigos poderem ter acesso.
  • Peça para seus amigos e familiares não tirarem prints: Não adiantaria muita coisa você mudar suas configurações de privacidade se as pessoas que têm acesso a ele compartilhassem de forma pública as suas fotos e vídeos. Por isso, tenha uma conversa franca com as pessoas do seu círculo social, explicando a importância de se ter cuidado com a divulgação de imagem.
  • Grupo no WhatsApp: Nem todos são fãs dos famosos grupos, mas ele pode ser um aliado importante na sua proteção na internet. Pois ele tem mecanismo de criptografia, o que dificulta a invasão por parte dos hackers.
  • Não publique fotos com informações pessoais: Quando divulgamos fotos dos nossos filhos com o uniforme da escola, estamos dando de “bandeja” uma informação muito preciosa sobre nossa rotina. Muitas pessoas mal intencionadas estão vagando pela internet neste momento em busca de informações fáceis sobre a rotina das famílias para planejarem crimes. Por isso, tome muito cuidado com as informações indiretas que suas fotos e vídeos podem passar.

As fotos de crianças e a privacidade

O Ministério Público do Paraná tem uma publicação que fala um pouco sobre as leis que abrangem o direito da imagem da criança e do adolescente. Mas infelizmente, no Brasil, não existe uma legislação específica para o compartilhamento de imagens de crianças e adolescentes na internet. Por isso, é muito importante ter cautela e bom senso. Para ajudar as pessoas a terem uma experiência mais segura e ética na internet, a SaferNet desenvolveu algumas cartilhas informativas.

Converse com a criança sobre as fotos

Por volta dos 3, 4 anos de idade, uma criança já é capaz de dizer se gosta ou não de uma foto sua. Sempre pergunte a seu filho se ele se incomodaria de você compartilhar com seus amigos a foto dele. É importante entender que, no momento, as imagens sejam inocentes e fofinhas, mas talvez no futuro possam trazer algum constrangimento ao seu filho. E para construir uma relação saudável e harmônica, é bom ter esse espaço aberto para o diálogo. Seu filho se sentirá mais seguro e amado por ter sua privacidade respeitada.

Alguns possíveis problemas no futuro

Uma boa comparação das fotos nas redes sociais, é a publicação de uma foto no jornal nos tempos antigos. A diferença, entretanto, é que a publicação do jornal logo será esquecida e perdida no tempo, enquanto na internet é praticamente eterna. Nos Estados Unidos e em outros países, algumas famílias tiveram muitos problemas com as fotos em redes sociais. Em alguns casos extremos, os filhos chegaram a processar judicialmente seus pais por uso indevido de imagem. Por isso, para evitar problemas como esse, diálogos como os sugeridos acima são muito importantes!

Depoimento da Carol!

Conversamos com a colunista Carol, sobre a sua relação com as redes sociais e a divulgação de imagens da sua filha. Aqui estão alguns dos depoimentos dela:

P: O que você acha sobre compartilhamento de fotos e vídeos de bebês e crianças em redes sociais?

R: Tenho receio, mas hoje é tão comum que fico na dúvida. Ao mesmo tempo que quero que a conta do Instagram da Alice tenha muitos seguidores tempo tenho medo de expô-lá de mais.

P: Como você decide quais fotos e vídeos da Alice vão para o seu perfil ou o perfil dela?

R: Escolho a foto e o vídeo que mais identifique o momento que ela está passando. Por exemplo, se ela está numa fase de andar, de fazer bagunça, de habilidades motoras etc.

P: Quais tipos de cuidado você tem na hora de compartilhar?
R: Na hora não penso muito sobre isso. Mas evito tirar fotos dela em momentos íntimos como no banho a qual mostre suas partes íntimas

Gostou deste artigo? Espero que sim! Compartilhe com aquela sua amiga que sempre posta nas redes sociais as fotos e vídeos do filho. Você já teve alguma experiência, boa ou ruim, de imagens de crianças na redes sociais? Compartilhe com a gente e ajude outras pessoas!

Loja Lá Vem Bebê

Logo Lá Vem Bebê