Coronavírus na gestação: quais cuidados tomar?

Em época de pandemia, é normal as mães se preocuparem sobre sua saúde e a de seu bebê. O coronavírus na gestação não deve ser motivo de desespero, se as gestantes seguirem firme as medidas de prevenção e adotarem certos cuidados em sua rotina. A grávida pode ser colocada no grupo de risco devido à sua vulnerabilidade em contrair doenças de origem respiratória e também pelo seu sistema imune estar mais debilitado. Por essa razão, as práticas de higienização devem ser levadas à risca. 

De acordo com o Ministério da Saúde, ainda estão sendo desenvolvidas pesquisas para entender o impacto das infecções causadas pelo COVID-19 nas gestantes. Até o presente momento, há confirmações de que esse grupo seja mais vulnerável a adquirir a doença, ao considerar estudos de mulheres gestantes com problemas respiratórios.

Lavar bem as mãos, evitar sair de casa sem necessidade, não permanecer em lugares amontoados de pessoas, trocar as suas roupas ao chegar no lar, manter distanciamento social, sempre usar máscaras em ambientes externos, manter a casa desinfectada e higienizar embalagens de produtos de mercados são algumas atividades que devem entrar na lista.

Para ajudar as mamães a tomarem conta de si e de seu pacotinho que está por vir, separamos uma lista de ações que devem ser colocadas em prática. O coronavírus na gestação não precisa ser causa de pânico: se as medidas forem seguidas, vocês vão ter mais chances de estarem protegidos e seguros. 

Para ter mais detalhes sobre algumas práticas de prevenção do coronavírus na gestação, continue acompanhando o artigo. Separamos em um tópico dedicado somente às boas práticas a serem incrementadas na rotina da mamãe; logo em seguida, é possível obter informações, com mais detalhes, sobre algumas dúvidas recorrente. Boa leitura!

Coronavírus na gestação: como proteger o meu bebê?

Essa pergunta, sem dúvida, é a dúvida de muitas mães. A resposta é simples: as gestantes devem ter as mesmas precauções para evitar a infecção por COVID-19 que as outras pessoas. 

Um fator é óbvio: todas as atitudes da mãe serão repercutidas em seu bebê. Tudo o que mãe come e faz, são ações que influenciam, diretamente, o comportamento de seu futuro baby. Em relação aos cuidados a serem tomados por conta do coronavírus, a regra permanece a mesma. Dessa forma, quando a mãe protege a si mesma, ela, por consequência, também está protegendo o seu bebê que está pode vir.

Quais cuidados tomar?

Alguns modos de se proteger contra o coronavírus são:

  • Lavar bem as mãos. Pratique essa tarefa ritualmente: usar a água e o sabão durante a lavagem já é o suficiente. Uma boa dica é ter um pequeno frasco de álcool em gel de na bolsa, assim, em caso de necessidade, é uma forma rápida de fazer a higienização das mãos, principalmente quando precisar sair de casa;
  • Evitar tocar em seu rosto. Em especial, evite o contato com os seus olhos, com a sua boca e com o seu nariz;
  • Praticar a etiqueta respiratória. Essa ação consiste em, ao espirrar, cobrir a boca e o nariz com o cotovelo flexionado. Atenção: descarte qualquer possibilidade de uso de lenços;
  • Ir ao médico. Em casos de febre, de tosses ou de dificuldades para respirar, procure, em caráter emergencial, um profissional da saúde;
  • Evitar contato com pessoas doentes. De modo geral, uma boa forma de prevenção, é evitar sair de casa quando não for necessário. Alguns infectados podem ser assintomáticos, ou seja, não apresentam os sintomas;
  • Limpar e desinfetar objetos. Utensílios que são tocados com frequência, como as maçanetas, o corrimão, as gavetas, entre outros, devem ser higienizados diariamente;
  • Seguir com a rotina de exames. As gravidinhas de plantão sabem que esse período é cheio de idas aos consultórios e laboratórios. É importante não deixar ir aos compromissos.

Podemos perceber que esses cuidados, em sua maioria, não cabem somente às mães. Desse modo, eles podem ser estendidos aos pais, aos companheiros, aos amigos e aos outros membros da família.

Coronavírus pode ser transmitido ao bebê?

Essa pode ser uma dúvida de muitas mamães que estão grávidas. Porém, ainda não há estudos que confirmem que a mãe possa transmitir coronavírus ao seu bebê, visto que não há provas reais e concretas até o momento. Alguns médicos acreditam que existe a possibilidade, em um quadro hipotético, ao levar em consideração que a transmissão possa ser via intrauterina. 

Vacina contra gripe ajuda na prevenção do coronavírus?

A vacina convencional, distribuída nos postos de saúde, não são capazes de proteger contra o novo vírus que alastrou o mundo. Por outro lado, essa ela tem as suas vantagens e importâncias, como proteger gestantes de futuras gripes, além de evitar confusões em relação aos sintomas de COVID-19, visto que os sintomas de gripes normais são parecidos. 

Meu sistema imunológico está debilitado?

Podemos perceber que são inúmeras as mudanças, dia após dia, que ocorrem no corpo da mãe durante este período. Assim, podemos dizer que o sistema imunológico sofre várias alterações quando a mulher está período gestacional. Fraqueza, sono, enjoos, instabilidades, alterações hormonais e outras diversas modificações são recorrentes na gravidez, principalmente ao longo dos dois primeiros trimestres.

Ou seja, por conta das grandes transformações que estão ocorrendo no metabolismo da mãe, existe, por consequência, a falta de estabilidade do sistema de defesa de seu organismo. Tal fato faz com que a grávida tenha que tomar cuidados redobrados durante essa época de pandemia.

Mas calma, mamãe! Isso não deve ser motivo para desespero. Ao ter em mente esses propósitos, podemos dizer que a mulher que está a espera de seu bebê deve tomar alguns cuidados especiais. Como forma de vocês dois se protegerem contra o vírus, é essencial que sejam adotadas medidas severas de higiene, além de novas práticas de cuidado.

Grávidas estão no grupo de risco do Coronavírus?

De acordo com nota recente sobre coronavírus na gestação, as grávidas e mulheres puerpérias fazem parte do grupo de risco do COVID-19. O órgão federal explicou que tal esclarecimento partiu da análise de como gestantes reagiram a outras doenças respiratórias, como, por exemplo, a H1N1.

Ou seja, é importante pontuar que as gestantes, de um modo geral, são classificadas em um grupo de risco em relação às doenças respiratórias. E, por conta disso, elas são consideradas mais suscetíveis, em comparação às mulheres não grávidas, a adquirirem doenças que envolvem problemas respiratórios.

Desse modo, pelo coronavírus ser um tipo de doença que provoca sintomas que afeta a respiração, como a falta de ar, a dificuldade para inspirar, as tosses e a pneumonia, a grávida pode ser inclusa, sim, no grupo de risco do COVID-19.

É essencial as grávidas estarem atentas aos seus sintomas. Caso elas apresentem alguma reação aparente e comum relacionada à ação co COVID-19, é imprescindível que passem por um profissional da saúde, para que, assim, seja feita uma analise de sua saúde e de seu bebê. As gestantes são priorizadas para a testagem e necessitam de cuidados especializados.  

Para concluir…

Por conta das grandes modificações diárias que ocorrem no corpo da mulher durante a fase gestacional, o seu sistema de auto-defesa é colocado em cheque. São inúmeras as transformações que acontecem no organismo da mãe, que está se preparando para dar à luz ao seu bebê. Por conta disso, alterações metabólicas são frequentes e algumas práticas são essenciais quando falamos de cuidados em relação ao coronavírus na gestação.

As formas mais básicas de prevenção estão associadas às ações que devem ser implementadas de modo insistente em nossa rotina. Lavar as mãos com sabão e água corrente; evitar tocar na face, principalmente na região da boca e dos olhos; evitar a ida aos ambientes cheios de pessoas; sair de casa somente em casos de necessidades; e higienizar produtos são algumas das práticas que devem ser implementadas, de modo obrigatório, no dia a dia de uma mulher grávida.

Lembre-se que os cuidados devem ser redobrados às gestantes! Pelas futuras mamães já estarem classificadas no grupo de pessoas de risco, por serem mais vulneráveis a contraírem doenças respiratórias, elas devem estar bem atentas a essas formas de proteção.

Todas querem que seu baby nasça de forma saudável e cheio de vida, não é? Agora que você já conhece quais são os cuidados a serem tomados em relação ao coronavírus na gestação, chegou a vez de colocá-los em prática!

Se você gosta desse tipo de conteúdo e se é aquele tipo de mãe que quer estar atualizada sobre o universo da maternidade, nos acompanhe em nossas redes sociais. São postados conteúdos diários na nossa página do Instagram e do Facebook. Esperamos ver você por lá!

Logo Lá Vem Bebê