pílula do dia seguinte e seus efeitos

Como e quando usar a pílula do dia seguinte

 

Nesse post você irá ler sobre:

  • Quando é indicado o uso da pílula do dia seguinte
  • Quais os sintomas e reações que ela pode causar
  • E muito mais!

Um contraceptivo de emergência muito usado no Brasil é a pílula do dia seguinte, mas ela pode causar alguns problemas no seu corpo e dificuldade de lidar com os hormônios, caso seja utilizada diversas vezes.

Conversamos com a Ginecologista e Obstetra Dra. Carolina Corsini, CRM 109680, que esclareceu algumas questões sobre esse remédio, quando e porque tomá-lo. Confira!

Veja também:

10 primeiros sintomas de gravidez

Teste de gravidez sanguíneo ou de farmácia? Qual é mais eficaz?

O que é e como age o hCG no corpo da mulher

1. Quando é indicado o uso da pílula do dia seguinte?

Dra.: A pílula do dia seguinte deve ser usada após uma relação sexual desprotegida. No entanto, ela é um método de exceção e não de eleição, ou seja, ela deve ser usada apenas nos casos de falha do método (por exemplo: camisinha “estourou” ou esquecimento de pílula) ou após situações de estupro, em que há relação desprotegida sem o consentimento da mulher.

2. Quais os sintomas e reações que ela pode causar?

Dra.: Além dela ter um índice de falha bem mais alto que os métodos anticoncepcionais tradicionais, ela pode levar a irregularidade menstrual, acne e alterações hormonais.

3. Até quantas vezes na vida a mulher pode tomar a pílula do dia seguinte sem causar problemas posteriores?

Dra.: Não há esse limite de tempo. Como dito, a pílula tem um alto índice de falha e só deve ser usada no caso de falha de outro método, logo, espera-se que seu uso seja raro.

4. Após quantos dias a menstruação deve descer após tomar a pílula?

Dra.: Dependendo da fase do ciclo menstrual que a mulher toma a pílula do dia seguinte, ela pode atrasar ou adiantar a menstruação. Normalmente ela desce após 3 dias da ingestão, mas é comum que a menstruação não venha após o uso da pílula e, em algumas ocasiões, pode até atrasar, sendo essas situações consideradas normais.

5. Quais os riscos de tomar esse medicamento? Para a mulher e para o possível feto, caso não funcione a pílula.

Dra.: Caso a pílula não funcione, não há riscos para o feto. A pílula pode levar a irregularidade menstrual, acne, alterações hormonais. Pode ocasionar edema (inchaço) e enjoo leve. Efeitos colaterais graves são raros.

6. Quais os métodos contraceptivos mais eficientes? Por quê?

Dra.: Os métodos contraceptivos mais eficientes são os de longa duração e que dependem menos da usuária (menor chance de esquecimento e erros durante a administração): Implante hormonal subcutâneo, DIU hormonal, DIU de cobre. Temos ainda a laqueadura, que é um método anticoncepcional definitivo.
Após uma relação sexual sem proteção, a pílula do dia seguinte deve ser tomada nas primeiras 72 horas (3 dias), com limite de 120 horas (5 dias). Mas saiba que a eficácia contraceptiva se reduz com o tempo, principalmente após as primeiras 72 horas do ato sexual.
Os valores destes tipos de remédios ficam na faixa de R$7,00 a R$20,00.
Dúvidas? Manda pra gente!

2 Replies to “Como e quando usar a pílula do dia seguinte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *