local para chá de fraldas

Chá de fralda ou chá de bebê? Entenda a diferença

Você já participou de um chá de bebê? É uma tradição bem antiga das mamães: pouco antes do parto, elas reúnem amigos e conhecidos para celebrar a chegada do bebê e receber presentes para o enxoval. Mas, nos últimos tempos, outro tipo de evento vem ficando bem famoso: o chá de fralda. Entenda a novidade e saiba escolher a melhor maneira de comemorar o nascimento do seu filho!

O que é um chá de fralda?

Enquanto no chá de bebê os presentes são diversos e podem ser pré-definidos pela mamãe conforme a necessidade, no chá de fralda é esperado um único presente: fraldas descartáveis. Quanto mais, melhor! Afinal, estamos falando de uma das principais despesas da família desde que as fraldas de pano caíram em desuso.

Economia à vista

Para se ter uma ideia, até os 2 anos o bebê vai usar mais de 4 mil fraldas, de diferentes tamanhos. A projeção da quantidade necessária para cada tamanho é a seguinte:

  • Tamanho RN (Recém-Nascido): para bebês prematuros ou que pesam menos de 3,5kg. Usa-se, em média, de 20 a 40 fraldas;
  • Tamanho P (Pequeno): para bebês de até 2 meses, que pesem até 5kg. A projeção é de aproximadamente 240 fraldas por mês;
  • Tamanho M (Médio): para bebês de 3 a 8 meses, que tenham entre 5 e 9 kg. A demanda cai para 180 fraldas por mês;
  • Tamanho G (Grande): para bebês de 9 a 18 meses, com peso entre 9 e 12kg. A partir desse momento, a necessidade média é 150 fraldas por mês;
  • Tamanho EG (Extragrande): para bebês de 18 a 24 meses, acima de 12kg. Continua a média de 150 fraldas por mês.

A ajuda dos amigos parece muito bem-vinda, não é mesmo? O preço varia de acordo com a marca, o tamanho da fralda e a quantidade de cada pacote. Para você ter uma ideia, fizemos uma busca simples no Buscapé para pacotes com 36 unidades tamanho P. A marca mais barata era R$14,99 enquanto a mais cara estava R$23,90. Portanto, o chá de fralda pode representar um belo alívio ao bolso da mamãe!

Liberdade no enxoval

Muitas mamães preferem cuidar de cada detalhe do enxoval, para garantir a unidade de cores e estilos no quartinho do bebê. Se esse é o seu desejo, o chá de fralda pode ser uma ótima oportunidade para reunir os amigos: assim, o presente será padronizado e você poderá escolher os acessórios do bebê com total liberdade.

Risco de alergia

Existe apenas uma desvantagem para o chá de fralda: o bebê pode ter alergia e não se adaptar. Isso pode acontecer com qualquer tipo de fralda ou apenas com uma marca específica. Nesse caso, será preciso adotar fraldas de pano e você corre o risco de perder todo o seu estoque.

 

Leia mais:

 

Lista de presentes online

Para evitar o desperdício, é possível organizar sua lista de presentes online apenas com fraldas aqui no Lá Vem Bebê. Você receberá o equivalente em dinheiro e poderá usá-lo como achar melhor depois que a criança nascer. O mesmo vale para os itens do chá de bebê, se você optar pelo caminho mais tradicional.

Como organizar o evento?

A melhor época para promover um chá de bebê ou chá de fralda é entre o oitavo e sétimo mês de gestação. A festa não deve durar mais do que três horas, pois é um momento delicado da gravidez e a mamãe precisa muito descansar. Para que o evento seja ainda mais envolvente, faça uma decoração especial e encarregue as amigas de organizar várias brincadeiras.

Lembre-se que o papel dos convidados é contribuir com parte dessa despesa, não a assumir completamente. No convite, você deverá especificar o item do enxoval ou tipo de fralda, com o tamanho pretendido. O ideal é priorizar a demanda dos primeiros meses conforme o número de convidados.

Como a ideia é celebrar a sua gestação, claro que em nenhum dos casos devemos esquecer o cardápio. Você também pode pedir uma contribuição dos convidados junto com o presente, mas é preciso especificar o que cada um precisa levar.

Se quiser uma ajudinha para saber qual é o consumo médio de comes e bebes por convidado em um chá de bebê ou chá de fralda, confira também a nossa calculadora do chá de bebê!

 

Chá de fralda ou chá de bebê? Entenda a diferença
Avalie este post